fbpx

"12 Anos de Escravidão" mais perto do Oscar

Por Maya Santana

Chiwetel Ejiofor, 36, ator britânico filho de nigerianos, ganhou o Bafta de Melhor Ator

Chiwetel Ejiofor, 36, ator britânico filho de nigerianos, ganhou o Bafta de Melhor Ator


12 Anos de Escravidão, do diretor negro Steve McQueen, é baseado numa história real. É isso que deixa o espectador mais aturdido. Fui ver o filme – entra em cartaz na semana que vem – em pré-estreia no Rio e fiquei impressionada, principalmente, com a atuação do ator de nome difícil, Chiwetel Ejiofor, que fez o papel do homem submetido à escravidão durante 12 anos. Nascido na Grã-Bretanha, filho de pais nigerianos, Chiwetel desempenha o papel magnificamente. Tanto que, além do filme, ele também recebeu distinção neste Bafta, o prêmio mais importante do cinema depois do Oscar.
Leia o artigo do site Brasil 247:
O horripilante drama “12 Anos de Escravidão” venceu o prêmio de melhor filme do ano da Academia Britânica de Artes Cinematográficas e Televisivas (Bafta), consolidando-se como favorito para o Oscar. O thriller espacial “Gravidade” recebeu o maior número de troféus da noite, seis. “12 Anos de Escravidão”, diruigido pelo britânico Steve McQueen e produzido por Brad Pitt, já era tido como o grande favorito da noite. Seu protagonista, Chiwetel Ejiofor, que interpreta um homem negro submetido ao cativeiro, nos Estados Unidos pré-Guerra Civil, recebeu o prêmio de melhor ator.

McQueen, de 44 anos, disse ao receber o prêmio que é aterrorizante pensar que 21 milhões de pessoas ainda hoje vivem em condições análogas à escravidão no mundo todo. “Espero que, daqui a 150 anos, nossa ambivalência não permita que outro cineasta faça esse filme”, afirmou ele na Royal Opera House londrina. “Gravidade”, estrelado por Sandra Bullock e George Clooney, ganhou seis das 11 categorias que disputava, inclusive a de melhor diretor, para o mexicano Alfonso Cuarón.
O Bafta é o prêmio cinematográfico mais assistido fora dos EUA, e por ser entregue duas semanas antes do Oscar é visto como um indicador do prêmio principal de Hollywood. Pelo seu tapete vermelho passaram no domingo celebridades como Leonardo DiCaprio, Oprah Winfrey, Tom Hanks e as britânicas Judi Dench e Emma Thompson.
O príncipe William chegou atrasado e ainda parou para conversar com populares em frente ao teatro, apesar do frio. Ele entregou um prêmio especial à atriz Helen Mirren, que em 2006 interpretou a avó dele, Elizabeth 2ª., no filme “A Rainha”.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca enviaremos spam! Leia nossa Política de privacidade para mais detalhes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais