fbpx

Uma “Canção de Outono” para saudar a estação que começa hoje

Por Maya Santana

"Outono é mais a estação da alma do que da natureza"

“Outono é mais a estação da alma do que da natureza”

Começa neste domingo, 20 de março, o outono, estação que marca a transição entre o clima úmido, do verão, e seco, do inverno. As previsões para a estação que chega são chuvas mais concentradas no extremo Sul, Norte e Nordeste do país. As regiões Sul e Sudeste devem ter frentes frias em maio.

Para Nietzsche, o “outono é mais a estação da alma que da natureza.” Já Cecília Meireles, dedicou à mais romântica das quatro estações esta “Canção do Outono”:

Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo,
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão,
se havia gente dormindo
sobre o próprio coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando àqueles
que não se levantarão…

Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
– a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão…

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





2 Comentários

lisa santana 21 de março de 2016 - 12:14

É melancólico como Cecília, que é uma poetisa extremente potente.

Responder
Nenez 20 de março de 2016 - 15:35

Muito lindo e triste! Faz refletir….

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais