fbpx

Após 40 anos, artistas regravam Secos & Molhados

Por Maya Santana

Lendário disco foi lançado em agosto de 1973

Lendário disco foi lançado em agosto de 1973


No ano em que completa quatro décadas do lançamento do primeiro disco dos “Secos & Molhados”, em 1973, um site convidou 13 artistas brasileiros para fazer uma espécie de releitura do histórico LP, que acabou se tornando uma referência musical. Com o nome de Armazém 73, as novas versões das músicas foram lançadas nesta quinta-feira e podem ser ouvidas neste endereço: www.rockinpress.com.br Entre os que gravaram estão A Banda Mais Bonita da Cidade, interpretando Assim Assado, o cearense Daniel Peixoto cantando O Vira, e ainda a cantora baiana Nana, com uma bela versão de Rosa de Hiroshima, uma das músicas mais tocadas do disco original, cuja letra é um poema de Vinicius de Morais. Veja o clip dos Secos & Molhados:

Este  disco de estreia começou a ser gestado nas dependências do Teatro Ruth Escobar, em São Paulo, no início de 1973. Na época, Ney Matogrosso, João Ricardo e Gerson Conrad já eram conhecidos dentro do circuito underground, protagonizando shows cada vez mais lotados e comentados. A boa propaganda boca a boca levou o trio a fechar contrato com a gravadora Continental e entrar em estúdio.
Três meses depois, o álbum homônimo com a icônica capa do fotógrafo Antônio Carlos Rodrigues  chegava às lojas. Mesmo em um momento de renovação no rock brasileiro, com a saída de Rita Lee dos Mutantes e a estreia de Raul Seixas com Krig-ha, Bandolo!, o impacto entre a crítica e o público foi grande.

De saída, Secos & Molhados vendeu mais de 300 mil cópias, número digno de Roberto Carlos, o maior vendedor de discos da época.
— Foi um momento épico para o pop brasileiro. Em um dos períodos mais fechados da ditadura militar, aquele disco era pura vibração, pura energia. Não havia nada igual, e eles rapidamente viraram uma mania nacional — relata o jornalista e crítico de música Tárik de Souza. Leia mais em zerohora.com.br
O último clip da banda foi Flores Astrais, de 1974, ano do anúncio da separação:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais