fbpx

Há mais de quatro décadas, elas são fotografadas todos os anos

Por Maya Santana

Esta foi a primeira das fotografias tiradas por Nicholas Nixon, em 1975

Esta foi a primeira das fotografias feitas por Nicholas Nixon, em 1975. A primeira, à esquerda, é Heather, na época com 23 anos, depois Mimi, 15, Bebe,25, e Laurie, 21

Maya Santana, 50emais

Essa é uma daquelas histórias fabulosas, que começam assim, sem que a gente imagine no que vão dar. O fotógrafo Nicholas Nixon vai visitar a família da mulher e resolve tirar uma fotografia dela com as outras três irmãs. Era o verão de 1975. A foto em preto e branco das irmãs Brown mostra quatro jovens lindas, no frescor da vida. Um ano mais tarde, na formatura de uma delas, enquanto preparava-se para fotografá-las de novo, sugeriu que posassem na mesma ordem que haviam feito da primeira vez.

As quatro reunidas novamente para mais uma foto, em 1985

As quatro reunidas novamente, na mesma posição, para mais uma foto, em 1985

Depois de ver a imagem, Nicholas convenceu as irmãs a se deixar fotografar todo ano. Foi o que aconteceu ao longo das últimas quatro décadas. As fotos, sensacionais, já foram expostas em vários países. E ganharam uma exposição no Museu de Arte Moderna de Nova York, em 2015, junto com a publicação pelo próprio museu do livro “The Brown Sisters: Forty Years” – “As Irmãs Brown: 40 anos.”

Dez anos mais tarde, em 1995, cá estão elas novamente

Dez anos mais tarde, em 1995, cá estão elas novamente

Heather, Mimi, Bebe e Laurie eram anônimas que a fotografia projetou no mundo inteiro, a ponto de terem o privilégio de uma exposição no MoMA. Bebe é a mulher de Nicholas. Ela explica que tudo é feito de maneira espontânea. Nenhuma delas se preocupa em se vestir de maneira especial para a foto. Vestem-se como querem, sem que ninguém interfira.

Em 2005, Heather, Bebe, estavam assim

Em 2005, Heather, Bebe, estavam assim

É muito bonito ver como as quatro têm um forte laço afetivo, como se abraçam. À medida que a vida passa, parece que ficam mais unidas. Acompanhar a série de fotos é como fazer uma longa viagem pelo tempo, observando as mudanças físicas, todas as alterações na expressão, por menor que sejam, de cada uma delas. Estas mulheres inspiram algo de terno. Juntas compõem um poema, expresso não em palavras, mas em imagens.

As quatro fotografadas em 2014, 40 anos depois da primeira foto

As quatro fotografadas em 2015, 40 anos depois da primeira foto

Esta é a foto mais recente, de 2016. A deste ano ainda não foi feita

Esta é a penúltima foto, registrada em 2016

A foto mais recente, feita em 2017

Veja aqui todas as fotos feitas até agora:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

seis + 9 =

19 Comentários

Avatar
IZABEL COSTA CHAVANTE 3 de junho de 2019 - 18:35

Que bom!
Meus pais eram nômades enpornisao não consegui manter laços duradouros com amigos de infância,mas gostei muito dessa ideia e começarei a fazer as fotos cominhas duas filhas a partir desse ano!

Responder
Avatar
Dalila Suannes Pucci 2 de junho de 2019 - 13:01

Muito interessante.
O tempo foi bondoso com elas, que permaneceram identificáveis.
Vamos louvar a amizade que as manteve juntas.

Será que todas estão vivas?

Responder
Avatar
Inês Rosane 13 de maio de 2019 - 19:37

Amei! Ficaram lindas !

Responder
Avatar
Cararina Topazi 11 de maio de 2019 - 06:06

Lindíssimo!!!! Parabéns

Responder
Avatar
Fátima Sombra 8 de maio de 2019 - 06:31

Tenho 66 anos e todos os amigos de infância e juventude continuam juntos, nos encontrando 1vez por ano. Às vezes falta algum que se foi… oramos por ele é a festa contínua. Nos vemos e nos falamos durante o ano mas, nos juntamos mesmo todos é no segundo sábado de Janeiro. Todos já somos vovôs e vovós, mas a amizade continua. A juventude de hoje não preza as amizades….pena não poder publicar uma foto. O espaço não permite. E viva a TURMA DA BEZERRA… Fortaleza Ceará Brasil.

Responder
Avatar
Najla 17 de agosto de 2019 - 01:11

Que legal

Responder
Avatar
Maria de Lourdes 3 de maio de 2019 - 20:31

Achei genial, foi uma idéia fulgurante e inspiradora para as atuais gerações!!

Responder
Avatar
Rosa Maria Silveira 2 de maio de 2019 - 23:45

Interessante como o tempo endurece e embrutesse as pessoas… A docilidade e a vivacidade ainda hj habitam os olhos de Bebe. Já o Olgas de suas irmãs o tempo se encarregou de apagar com seus problemas e questões. O tempo dá, o tempo tira…

Responder
Avatar
mozart lisboa 6 de maio de 2019 - 15:12

Rosa, boa percepção. Também considerei a linhas da personalidade no trajeto.

Responder
Avatar
Nara 2 de maio de 2019 - 08:01

Muito legal, queria ter tido amigas, assim, por toda vida

Responder
Avatar
Isabel Figueiredo 1 de maio de 2019 - 10:53

Maravilhosas !

Responder
Avatar
IVONETE ARMINIO 2 de dezembro de 2017 - 11:30

Amei a ideia. Eu fiz algo parecido. Guardei cartas escritas durante o período de namoro, noivado até o casamento (inclusive os telegramas do casamento) com o meu marido (hoje separados) durante 53 anos e estou editando um livro com as mesmas, no seu formato original e na forma em que e estão hoje. O livro deve ficar pronto até o Natal, se Deus quiser.

Responder
Avatar
Kátia 27 de setembro de 2017 - 17:02

Muito interessante que elas tiveram a oportunidade de estarem juntas todos os anos, e não percebi nenhuma delas grávida.

Responder
Avatar
Regina Sales 1 de dezembro de 2017 - 14:45

Vdd…

Responder
Avatar
Maria de Lourdes 4 de maio de 2019 - 13:03

Vc notou que elas são fotografadas do busto para cima???!!! Na posição de 3×4???

Responder
Avatar
Ana Britto 27 de setembro de 2017 - 09:01

Que lindo !

Responder
Avatar
Nenez 12 de abril de 2017 - 21:45

Que legal! porque não fizemos também?

Responder
Avatar
ana 11 de abril de 2017 - 15:58

Muito legal!

Responder
Há mais de quatro décadas, elas são fotografadas todos os anos | JETSS – SITES & BLOGS 11 de abril de 2017 - 13:36

[…] post Há mais de quatro décadas, elas são fotografadas todos os anos apareceu primeiro em 50 e […]

Responder