fbpx

58 anos sem a nossa eterna "Pequena Notável"

Por Maya Santana

Carmen Miranda morreu na Califórnia, aos 46 anos, em 1955

Carmen Miranda morreu na Califórnia, aos 46 anos, em 1955


À medida que o tempo passa, Carmen Miranda, a Pequena Notável que estourou nos Estados Unidos na década de 1940 e ganhou, em 2005, de Ruy Castro a maior biografia de um artista já publicada no Brasil, vai sendo cada vez mais celebrada. Nascida em uma aldeia em Portugal, ela veio para o Brasil em 1909, com apenas 10 meses de vida. Morreu repentinamente, aos 46 anos, em Beverly Hills, na Califórnia, no auge do sucesso.
Na última segunda-feira, dia 5 de agosto, completou 58 anos que ela foi encontrada morta pela mãe. E surgiram na internet muitas homenagens à artista, de apenas 1,52 m de altura, dona de uma “brejeirice” sem igual. Um dos tributos postados no youtube foi esse vídeo

De acordo com a biografia de Ruy Castro, Carmen Miranda “foi vítima da carreira meteórica e dos muitos soníferos e estimulantes que massacraram seu organismo em pouco tempo.” Viveu nos Estados Unidos “numa época em que, para estrelas como ela, as noites não tinham fim”. Veja toda a graciosidade da Pequena Notável:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

vinte − três =