fbpx

50 anos sem Edith Piaf, a dama da canção francesa

Por Maya Santana

Com sua história trágica, a cantora francesa morreu em Paris, em 1963, aos 47 anos

A cantora morreu em 1963, aos 47 anos

Se existe uma cantora que teve a vida marcada pela tragédia foi Edith Piaf, a pequena notável da canção francesa, Morta aos 47 anos. Apelidada de “pardalzinho”, por parecer tão vulnerável, ela deixou músicas fortes sobre desilusões, amores e a situação da classe operária durante a Segunda Guerra. Quando morreu, em 1963, uma multidão poucas vezes vista compareceu ao enterro. Edith virou mito.

Leia o artigo sobre os 50 anos de sua morte publicado pelo IG:

Há 50 anos, Édith Giovanna Gassion, mais conhecida como Édith Piaf, teve sua voz silenciada por um câncer. Ícone da canção francesa, morreu com apenas 47 anos no dia 11 de outubro de 1963, mas deixou registros irretocáveis de seu vocal dramático e letras passionais. A obra de Piaf, muito afetada pelos acontecimentos trágicos de sua biografia, também contribui como um retrato da situação vivida pela classe operária europeia durante a Segunda Guerra Mundial.

Há 30 anos,  a atriz brasileira Bibi Ferreira revisita o repertório da cantora parisiense. Édith também já foi tema de diversas adaptações para o teatro e material de filmes. Na cinebiografia mais famosa, “Piaf – Um Hino ao Amor”, a atriz Marion Cotillard personifica a cantora em atuação assombrosamente convincente, pela qual ganhou o Oscar de melhor atriz.

Eterna diva da música francesa, a chanteuse Édith Piaf era especialista em interpretar baladas e chanson réaliste, estilo popularizado em cabarés e cafés franceses durante o final do século XIX até o período pós-Segunda Guerra Mundial.

Em geral, as letras do estilo chanson réaliste, normalmente cantadas por mulheres, falavam sobre as dificuldades e a pobreza da classe operária da época, tendo Édith Piaf como uma de suas maiores representantes. De origem pobre, além de cantar sobre sua realidade social, Piaf se destacava por mostrar com muita paixão temas de amor, perdas e sofrimento. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

sete − três =