fbpx

A caminho da maturidade: menopausa mais tranquila

Por Maya Santana

Andrea Alves, autora do artigo

Andrea Alves, autora do artigo

A menopausa é um dos períodos mais sensíveis da vida de uma mulher. Por isso, sempre posto aqui artigos com orientações de como atravessar esse período de maneira mais tranquila. Como esse artigo, publicado pelo Uol, com dicas que ajudam a atravessar a menopausa sem traumas. Tudo tem a ver com o estilo de vida que cada uma de nós leva.

Leia:

Aos trinta e poucos anos pouca gente pensa que a maturidade está logo ali e que a menopausa pode ter seu efeitos tratados – e até prevenidos – com bastante antecedência. É comum que a menopausa comece a acontecer para a mulher por volta dos 50 anos, mas não raro são os casos onde ela ocorre antes dos 40.

Nesse período, os ovários diminuem a produção de estrógeno e progesterona, os hormônios da reprodução responsáveis pela gravidez. Com essas alterações hormonais, os sintomas mais comuns são as ondas de calor, secura vaginal e perda do viço da pele, assim como a irregularidade do fluxo menstrual.

Muitas mulheres que passam pela menopausa perdem o prazer pela vida e a força feminina. O desejo sexual pode baixar, mas a autoestima e o conhecimento do próprio corpo serão ferramentas fundamentais para manter o equilíbrio físico e mental.

Confira as dicas das melhores práticas para que o período da menopausa seja mais tranquilo para você:

1 – Estilo de vida
Um estilo de vida muito estressante pode desregular o equilíbrio hormonal da mulher por muitos anos e assim fica muito mais difícil buscar esse equilíbrio quando a menopausa já chegou. Organizar suas atividades produtivas com o tempo de descanso e lazer pode trazer inúmeros benefícios, assim como praticar com regularidade atividades físicas.

2 – Alimentação
A esta altura você já deve saber que uma alimentação balanceada é uma função para a vida toda! Ainda mais no período da menopausa, quando a atenção deve ser redobrada. Comidas com alto teor de sódio (sal), gorduras saturadas, açúcar e farinha refinados devem ser evitados pois agem negativamente no metabolismo como um todo, mais ainda no ganho de peso.

3 – Yoga
A prática regular de yoga ajuda a equilibrar o sistema endócrino de maneira geral. Para mulheres em pré-menopausa ou já no período em si, recomenda-se a prática de yogaterapia-hormonal, da professora Dinah Rodrigues, com posturas mais específicas para aliviar os sintomas

4 – Psicoterapia
Seja em grupo ou individual, a psicoterapia ajuda a mulher a encarar melhor as transformações, especialmente as perdas, tão marcantes nessa fase.

5 – Fitoterapia

A terapia através das plantas pode ser uma grande aliada da mulher ao longo da vida, trazendo benefícios para TPM, cólicas, infertilidade, etc. No caso da menopausa, ela age com os fito-hormônios, substâncias vegetais semelhantes ao estrógeno, mais próximos à natureza feminina e que oferecem menos riscos que a reposição hormonal tradicional. Faça uma pausa por alguns instantes e observe se você já está trilhando esse caminho de saúde para o agora e para a sua maturidade. Vale a pena investir nisso!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

nove + 12 =