fbpx

"A diferença não é a juventude, é a jovialidade"

Por Maya Santana

Roberta Ferro, a namorada e musa inspiradora do jornalista e apresentador Pedro Bial Camilla Maia / Agência O Globo

Roberta Ferro, a namorada e musa inspiradora do jornalista e apresentador Pedro Bial Camilla Maia / Agência O Globo


Pedro Bial
Em dúvida se pinta ou assume a cabeleira branca, cara leitora? Vá para a  frente do espelho. Emende o verso de Drummond: “cabeça branca, inda não sou bem  velha para merecê-la…” Melhor que esteja despenteada. Acenda uma luz atrás de  você, na silhueta observe a aura clara, em torno de seus cabelos. Apague o  contraluz, abra a janela. Cuidado, não faça isso se for noite de lua cheia.  Diga, com marra: “não é para quem quer, é para quem pode!” Tente outra vez: “não  é para quem pode, é para quem quer… É para quem gosta!”.
Desnude um ombro e  conceda, reconheça que é algo muito pessoal — uma escolha íntima de foro  público.Argumente: o que faz a diferença não é a juventude, é a jovialidade.  Sorria, essa é uma boa linha de raciocínio. Sorria amarelo, diante do espelho  não há argumentos. Não recue, defenda o indiscreto charme da minoria,  comprometa-se com o caráter transgressor da coisa, o que nunca será regra,  aclame a exceção, o excepcional. Fale da so-ci-e-da-de ma-chis-ta que baba pelos  pelos masculinos embranquecidos e cospe nos equivalentes de vocês outras. Admita  que perdeu.
Chame o Joaquim Ferreira dos Santos. Ataque, aponte as doriangrays do mundo,  suas cicatrizes, cortes e corantes. Avance, mostre que não é nem uma questão de  idade. Lembre das cabeças pintadas que não disfarçam o grisalho do olhar.  Ressalte o singular do lance. O que brilha na praia quando você vai além da  arrebentação, a cabecinha branca. Finalize, confessando que é uma decisão  involuntária, um acidente que sucede a algumas.
Minha namorada, por exemplo: numa noite de lua cheia, saiu para dar uma volta  de bicicleta na Lagoa e, inadvertidamente, não botou capacete. Voltou para casa  com os cabelos queimados de luar. Não há tinta ou tintura que lhe tire a lua da  cabeça. (Fonte:OGlobo)

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário