fbpx

A mala do ano é… Roberto Carlos

Por Maya Santana

O cantor se desgastou com a questão das biografias não autorizadas

O cantor se desgastou com a questão das biografias não autorizadas

Uma pesquisa feita todos os anos pelo Blog do Xexéo, no jornal O Globo, elegeu Roberto Carlos, neste final de 2013, a “Mala” do Ano. O cantor capixaba se desgastou muito na polêmica sobre biografias autorizadas. Em segundo lugar, por superexposição, vem Daniela Mercury; e, em terceiro, a empresária e ex-mulher de Caetano Veloso Paula Lavigne, também defensora da biografia autorizada. Os três foram eleitos pelos leitores do blog.

Leia o artigo de Artur Xexéo:

Não dá para dizer que foi uma vitória acachapante. Não foi mesmo. Mas foi uma eleição da não resta a menor dúvida. Desde a primeira prévia, o nome dele estava lá na frente. Os votos pingaram com constância. Não teve pra mais ninguém. A eleição foi aberta, e o seu nome nunca deixou de ser votado. Foi justo. É a voz do povo. E a Mala do Ano é… Roberto Carlos.

A cantora baiana Daniela Mercury ganhou o título de "Frasqueira do Ano"

A cantora baiana Daniela Mercury ganhou o título de “Frasqueira do Ano”

Verdade seja dita: o Rei nunca foi esquecido nas duas décadas que já duram a escolha da personalidade mais mala de cada ano. Ele sempre foi bem votado. Mas nunca teve força ou malice suficiente para chegar em primeiro lugar. Este ano, o Procure Saber ajudou. A guerra contra as biografias não autorizadas teve a sua parte. A entrevista no “Fantástico” em que dizia que era a favor das biografias não autorizadas, mas também era contra, comprovou que não é por acaso que Roberto prefere manter a boca fechada. Mas mala é mala até calado. E em 2013 Roberto Carlos ganhou o título que lhe faltava: é a Mala do Ano. E não se fala mais nisso.

Como vice-mala, a frasqueira do ano, aparece uma cantora baiana. Cantoras baianas sempre se destacam na nossa eleição. Mas a deste ano quase venceu. Foi por uma cabeça. E, mais uma vez, seu pecado foi a superexposição. Daniela Mercury saiu do armário. Mas precisava ir a todos os programas de televisão mostrar a namorada e dizer o quanto está feliz? Resultado: ficou em segundo lugar.

A ex-mulher de Caetano Veloso, empresária Paula Lavigne: "Pochete do Ano"

A ex-mulher de Caetano Veloso, empresária Paula Lavigne: “Pochete do Ano”

Completando o pódio, a pochete do ano é Paula Lavigne. O Procure Saber veio com força este ano. E dividiu os votos. Se a eleição se estendesse por mais algum tempo, talvez Paula escapasse do pódio. Ela chegou lá, sem dúvida, por ter sido a porta-voz do movimento contra as biografias autorizadas. Mas, nos últimos dias, aumentou o número de votos para o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, mais conhecido como Kakay, que substituiu a Lavigne nessa amarga tarefa. Mas não deu tempo nem de ficar entre os dez mais. Deixa pro ano que vem, Kakay.  Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

onze + nove =