Água maltrata esta relíquia chamada Veneza

Por Maya Santana

Turistas sentados na praça de São Marcos: pior enchente em mais de 20 anos

O aumento da maré em Veneza, conhecida como “água alta”, chegou nesta segunda-feira, 1, ao 1,56 metro acima do nível do mar, número que não era registrado há 22 anos e que provocou inundação em quase toda a cidade e forçou moradores e turistas a andarem com água na altura dos joelhos. Ainda que o recorde não tenha sido alcançado, a água atingiu uma altura que não era registrada desde 1986.

Devido às intensas chuvas dos últimos dias, a “água alta” já afeta 40% da cidade dos canais e, segundo os dados do centro de previsões das marés da Prefeitura de Veneza, poderia superar 90% do território. O centro de previsões das marés da Prefeitura de Veneza lançou o alarme diante da possibilidade de que o nível da água chegasse a 1,60 metro, o que não ocorria desde 1979, e que teria significado a inundação completa de todo o território.

No entanto, os especialistas do centro de previsões disseram que o alarme foi retirado, devido à mudança do vento, que variou sua direção e está mais moderado, por isso a água começou a baixar. O recorde histórico da maré alta foi registrado em 4 de novembro de 1966, quando as águas chegaram a 1,94 metro. Leia mais em www.estadao.com.br


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais