fbpx

Ainda jovem, elas estão assumindo cabelos brancos

Por Maya Santana

Muitos não aprovam, mas a onda prateada está chegando

Muitos não aprovam, mas a onda prateada está chegando

Um ano e meio atrás, quando a perfumista Maira Jung resolveu deixar os cabelos  brancos crescerem e aparecerem, uma amiga a puxou pelo braço e falou sério: “Você ainda não tem rugas para ser grisalha!” Ex-modelo na flor dos 50 anos,  Maira lembra o episódio ao encontrar outras quatro cariocas “prateadas” no  estúdio do GLOBO. Em tom de cumplicidade, a consultora de arte Liliu Castelo  Branco, 54 anos, emenda outra história de reprovação alheia ao visual:

— As senhorinhas do Bairro Peixoto, onde moro, não se conformam com a minha  cabeleira. Quando me encontram no salão, fazendo unha, não cansam de perguntar  quando vou pintar o cabelo. A patrulha em Copacabana — meca das velhinhas, dos salões e das velhinhas que  não saem dos salões — é intensa, ressalta a professora de inglês Roberta Ferro,  39 anos, cabelos estilosamente bagunçados.

— Andando na rua, já ouvi vários “toques” do tipo: “Vai passar uma tinta  nesse cabelo, menina!” — conta, rindo. — Minha mãe também não se conforma. Ela  nunca vai deixar de pintar o cabelo, é uma questão cultural da geração dela.

Muita gente não aprova, mas elas estão cada vez mais grisalhas

Assumidamente grisalhas

A resistência é grande. Mas, atualmente, cabelo branco não é uma licença  poética restrita às avós: cultivar tons de cinza virou opção de muitas mães. Na  contramão de quem insiste em afirmar que mechas grisalhas envelhecem, uma turma  descolada (e desencanada) assume os fios brancos cada vez mais cedo.

A onda prateada é protagonizada por mulheres de personalidade forte,  bem-humoradas e que têm um discurso pautado pela pacífica aceitação da passagem  do tempo. O tom panfletário fica por conta dos ferozes críticos, observa o  psicanalista Joel Birman, autor do livro “O sujeito na contemporaneidade”:

— A atitude gera agressividade nas mulheres ligadas aos ideais de culto à  juventude. Quem expõe os cabelos brancos está denunciando, indiretamente, quem  os pinta. E as denunciadas se sentem desmascaradas diante do espelho. Leia mais em oglobo.com.br

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

60 Comentários

Avatar
Ana 13 de fevereiro de 2016 - 14:21

Admiro quem faz o que quer sem se importar tanto com opiniões alheias. Não acho realmente que existam pessoas que se importem zero. Todos queremos ser aceitos, é fato, não por todos, pq isso é impossível, mas por quem importa. Eu, aos 47, me sinto feliz por existirem as tintas de cabelo, cada vez melhores e menos prejudiciais, para que quando me olhar no espelho eu possa me reconhecer. Se eu não me reconhecer, como posso ser reconhecida por quem importa para mim? Nunca me vi grisalha, na minha cabeça grisalha só minha avozinha querida já falecida. Nem filhos tenho, como assim ser como ela? É por isso que louvo a liberdade das mulheres de poder escolher como querem ser, com o advento da indústria e tecnologia. Pintar ou não, quem decide sou eu, a pessoa que quero ver no espelho.

Responder
Avatar
Valery 15 de janeiro de 2016 - 10:28

Bom dia, mas discordo de quase todos por aqui, afinal, pintar ou não os cabelos não tem nada a ver com aceitar ou não a pssagem do tempo, pois eu por exemplo nunca tive nenhum problema e muito menos aquela tal da crise dos trinta e muito menos da passagem dos 40! Quem me pergunta sempre falo de boca cheia minha idade, com muito orgulho, afinal é a natureza, e minha história! No meu caso, com relação a tingir as madeixas é bem tranquilo, eu gosto de mudar, adoro a liberdade que tenho de colocar a moldura que eu quiser no meu rosto!! Nunca gostei do prateado, mas é questão de gosto, sem drama. Minha opinião é que cada um faça o que achar melhor consigo, mas dizer que era uma tendência dos antigos para embasar sua vontade de se “libertar”?! Não, e não mesmo, pq a maioria aqui tem mais de 40 e veio dessa mesma época esse pensamento…cansou de pintar e tá na moda pratear??? Assumam, como eu assumo que acho feio deixar desse jeito prateado…eu achar feio é só minha opinião e ponto. Boa sorte à todos!

Responder
Avatar
Denise Rodrigues 23 de dezembro de 2015 - 10:38

Como tem mulheres preconceituosas com as próprias mulheres! Qualquer cabelo bem tratado, independente da cor, fica sedoso e brilhante. Tenho uma amiga com os cabelos grisalhos mais lindos que eu já vi, até porque ela faz cortes incríveis nele. Estou pensando seriamente em assumir os meus, tenho 58 anos e os pinto desde os 20, antes por vaidade pura, agora para esconder os brancos. O problema pra mim é a transição, pois depois de anos com os cabelos curtos, resolvi deixá-los crescer e estou adorando o comprimento pouco abaixo dos ombros, num corte moderno e atual. Não sei como fazer para passar ao grisalho sem cortar e acabo renovando a tintura. Tenho certeza de que vou receber muitas críticas mas isso não me incomoda, pois o cabelo é meu e faço com ele o que quiser. Sei que terei o apoio do esposo, já bem grisalho, e das filhas e netos. Ler que existem mulheres que acham cabelo grisalho sinal de desleixo é triste. Desleixada é a mulher que no lugar de se valorizar, desvaloriza a outra, é não ter cuidado com o que fala, com as próprias atitudes, com os próprios sentimentos. É esconder-se por trás de aparências e tinturas ( não são todas, é claro), enquanto a alma é velha ( nos valores), preconceituosa, invejosa e mal amada. As essas lindas mulheres grisalhas e às que tingem seus cabelos sem fazer disso ditadura, um Feliz Natal!

Responder
Avatar
Luci de cassia 17 de dezembro de 2015 - 18:07

tenho 52 anos e nao pinto a tres anos, tenho cabelos indisciplinados ensem a tintura meus cabelos ficaram muito mais comportados e façomsempre um vom corte, estou adorando e Nao me vejo mais com uma cor em que nao era eu.
Quanto a foto estao produzidas sim, como em fotos de modelos ou comerciais de cabelos tingidos, qtomas cores , cada qual com a sua, e é só usar um bom shampoo e um bom corte que o cabelo bco pode sim ficar como o delas, lindos!!!,

Responder
Avatar
Jane ph 17 de dezembro de 2015 - 10:01

Sempre achei lindo ver as mulheres com os cabelos bem grisalhos, tons sobre tons de cinza e brancos ,! Só recebo elogios pelos meus e adoro me olhar no espelho . Viva a mulher e a sua auto aceitação!

Responder
Avatar
Fátima Carneiro 16 de dezembro de 2015 - 22:45

Bem, eu adoro os meus fios brancos não me incomodam, tenho 53 anos. Tudo na vida tem seu tempo i importante é se sentir bem e feliz. Beijos

Responder
Avatar
Lucia Helena Carvalho 16 de dezembro de 2015 - 12:59

Aos 40 pensei em parar de pintar os cabelos ,sempre usei tons vermelhos e curte muito, mas coloquei uma meta,quando fizer 60 quero meus cabelos prateados ,estou quase chegando lá e estou amando meus cabelos grisalhos e já convenci algumas amigas a aderir.So agora percebo como nós tornamos dependentes da vaidade e da opinião das pessoas.Curtia o vermelho mas o prata é meu estou amando.

Responder
Avatar
fabio kerouac 16 de dezembro de 2015 - 07:45 Responder
Avatar
Andrea 5 de março de 2017 - 17:06

Ri muito lendo o texto do seu link. Serviu para reflexão também. Obrigada.

Responder
Avatar
sisi 15 de dezembro de 2015 - 20:43

Assumindo branco ?????? só vejo um monte de mulheres de cabelo Cinza Granny , modinha da atualidade para TODAS as idades ….

Responder
Avatar
Hilma Becker 14 de dezembro de 2015 - 23:20

Em outubro do ano passado (2014), resolvi deixar de pintar os cabelos, pois precisava de retocar a raíz de 15 em 15 dias. Descolori, fiz luzes e cortei bem curto. Venho fazendo um corte a cada dois ou três meses e hoje, um ano depois, as luzes já se foram e estou com um lindo tom prateado. Na família (marido e filhos, todos adoraram), fora da família, algumas pessoas gostaram, outras detestaram. Uma me chamarou de ridícula e outra, sempre que me encontra pergunta se eu quero que ela me compre uma tinta. Dou risada e vou levando na esportiva. Estou adorando. Me sinto super bem, me libertei da escravidão das tintas e posso ser eu mesma, sem subterfúgios. O corte é lindo e até mudei a cor dos óculos, para dar um up! Agora eles têm o aro vermelho. rsrsrsrs

Responder
Avatar
Cristina 14 de dezembro de 2015 - 23:18

Acho que a Natureza é maravilhosa. A sociedade cria padrões, quem quer se encaixa neles Prefiro seguir o meu próprio padrão, com grisalhos. Estou bem feliz, me alimento bem, acho que não adianta pintar o cabelo e ter uma mentalidade tacanha, uma cabeça de velho. Estar grisalha, é o sinal de que somos experientes, vividos, que soubemos sobreviver.

Responder
Avatar
Marta 14 de dezembro de 2015 - 18:50

Alguém notou que as modelos em questão são todas parecidas?, até o vestido é do mesmo tipo… não, não, será?, eu não me deixo levar por nenhum modismo, tudo que faço por mim e para mim, é escolha sempre minha. eu sigo a minha moda!!!

Responder
Avatar
regina 14 de dezembro de 2015 - 18:49

A questão p/ cabelos brancos não é a idade propriamente dita e sim COMO vc vai se sentir a respeito disso.Não vamos VINCULAR os cabelos brancos à idade, o q importa é se vc se SENTE BEM com eles!A opnião dos outros q se linxem!

Responder
Avatar
Soraia 14 de dezembro de 2015 - 18:25

Sempre deixei os brancos, pois nunca pintei os cabelos. Mas assim como sempre achei um saco quando vinham me patrulhar, agora acho horrível que as mulheres que deixaram de pintar se ponham a patrulhar as que pintam. Deixem as pessoas fazerem o que quiserem consigo. Quando eu digo para as pessoas que se tornem veganas porque os animais não merecem ser mortos por questões de paladar, aí vem alguém e diz que é patrulha. Não, pois quando o que fazemos implica em algo no outro, não é patrulha. Patrulha é isso: ficar dizendo se o certo é pintar ou naõ pintar cabelo que é só da pessoa.

Responder
Avatar
Gabriella Leuenroth Meira 14 de dezembro de 2015 - 11:36

Tenho 56 anos e sou a única na minha família que sequer chegou perto da tinta. Sempre adorei meu cabelo e digo mais,sempre incomodou muito mais as mulheres que aos homens que sempre acharam lindo!
Bj em vcs!

Responder
Avatar
LILLY FROEHNER 14 de dezembro de 2015 - 09:59

Tenho 77 anos, sou de uma geração muito complicada, mas convivo com mulheres mais jovens que já aderiram ao cabelo branco, e assim como sou loira de nascença ficou mais fácil, nossa estou feliz usando meu shampoo blond, parabéns mulheres saradas com seus lindos grisalhos.

Um abraço e Feliz Natal a todas nós.

Responder
Avatar
bianca fernandes 14 de dezembro de 2015 - 09:51

Minha Mãe está com 81 anos e nunca pintou cabelo. Não há um fio escuro na cabeça dela hoje em dia e é a coisa mais linda, sucesso do bairro desde sempre. Vou me espelhar nisso quando os meus vierem

Responder
Avatar
Maria Cristina Bugan 13 de dezembro de 2015 - 23:43

Nunca na minha vida passei tinta na cabeça. Meus cabelos são naturais e grisalhos. Começaram a esbranquiçada aos meus 18 anos. Atualmente, aos meus 49 anos as pessoas me perguntam onde fiz mecha e luzes. Adoro meus cabelos como são e não me ocorreria começar a pintar a essa altura do campeonato. Eu estou muito bem comigo assim.
Que se sentir ofendida que vá se tratar.

Responder
Avatar
Ana Maria 13 de dezembro de 2015 - 18:29

Tem dois anos que resolvi assumir meus cabelos brancos, tenho 62 anos, mas felizmente não tenho uma unica ruga. Se eu tivesse resolvido andar com uma melancia na cabeça, tenho certeza chamaria menos atenção das pessoas, principalmente das mulheres. Meus cabelos são 90% brancos, lindos brilhantes, e eu livre leve e solta.

Responder
Avatar
Lucia Souza 13 de dezembro de 2015 - 11:51

Tenho 54 anos. tive cabelos brancos desde os 30 e virei escrava das tinturas. Aos 40 anos resolvi me libertar a despeito dos comentários nada encorajadores das amigas. Se soubesse que iria fazer tanto sucesso, teria deixado meus grisalhos aparecerem bem antes disso. Até hoje as pessoas me param para perguntar se é natural. Respondo que são os reflexos da idade! Não condeno quem usa tintura, o importante é a mulher gostar de sua aparência, sentindo-se feliz com o que vê no espelho, sem preocupar-se com a opinião alheia!!!

Responder
Avatar
Ise 12 de dezembro de 2015 - 23:58

Ja faz oito meses que parei de pintar meu cabelo,me inspirei numa prima que tem a mesma idade ,54.
Semana passada cortei bem curto ficando bem aparente meus brancos.Achei que ficou otimo e estou muito feliz com o resultado.

Responder
Avatar
Eucherio Rodrigues 12 de dezembro de 2015 - 21:41

São lindas, dou a maior força!

Responder
Avatar
Graça 12 de dezembro de 2015 - 13:57

A aparência de desleixo é inevitável, e depois não é verdade que o cabelo branco aparece prateado como das modelos da foto, no cotidiano é bem complicado , estas modelos uzaram produtos pra ressaltar o prata do cabelo grisalho que para todo mundo tem tom amarelado, isto é igual optar por ser vegetariano, espero que não condenem quem não optar, afinal usar produto para o cabelo branco ficar prateado não deixa de ser maquiagem como a própria tinta, acho legal mas para mim ainda não dà.

Responder
Avatar
Marta 14 de dezembro de 2015 - 18:41

Concordo… aproveito para dizer que detesto cabelos brancos e enquanto existir tinta eu vou usar.

Agora, quero ver conservar brancos e longos estando acima dos 60… parece uma bruxa, sem escovar então! bruxa e relaxada… cruzes.. kkkkkkkkk

Responder
Avatar
tuca 2 de fevereiro de 2016 - 17:07

kkkk, mas vou continuar

Responder
Avatar
Rafaela 12 de dezembro de 2015 - 11:08

Resolvi assumir os meus depois que comecei a assistir esse canal no YouTube.
http://youtu.be/g42d2Ola7_

http://www.rubiarubitahome.com

Responder
Avatar
Vivian Rodrigues 11 de dezembro de 2015 - 15:39

Bem isso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder
Avatar
jean 11 de dezembro de 2015 - 11:14

Todas lindas!!!

Responder
Avatar
malu arbex 11 de dezembro de 2015 - 10:19

tenho alguns brancos e continuo a tingir mas a minha vontade é deixar tudo branco só que ja fui em dois cabeleireiros que se recusam em fazer isso. Pq se for esperar ficar tudo branco naturalmente vai demorar um pouco e estou cansada de tingir. Alguem com alguma dica de como branquear por igual? e a manutenção como deve ser ? obrigada

Responder
Avatar
Jorge Bossle 11 de dezembro de 2015 - 09:37

Só uso shampoo pra cabelos grisalhos que elimina o amarelado deixando mais platinado !

Responder
Avatar
Martha 11 de dezembro de 2015 - 00:05

Poderosas, lindas! Adorei.

Responder
Avatar
Wanda 10 de dezembro de 2015 - 22:41

como faço para parar de pintar ,o problema é o inicio pois é muito dificil

Responder
Avatar
Zina Costa 18 de janeiro de 2016 - 06:39

Olá! Acho que esse é o maior problema, a transição.
Comigo foi um processo. Primeiro deixei de usar tintas fortes e passei a usar sem amônia. O tempo de retoque era o mesmo, já que o problema era cobrir os brancos, mas pelo menos meu cabelo não ficava saturado de tinta.
Depois, fiz um corte mais curto e segurei um mês sem tintura (não vou dizer que é fácil, porque a primeira impressão é de desleixo). Então fui procurar um cabeleireiro que estivesse disposto a me apoiar no processo (até eles são resistentes, o que é meio lógico). Eu já estava com uma estratégia… Fazer luzes pratas e deixar o cabelo branco ir se misturando… E foi assim que eu fiz.
Depois, ainda fiz luzes mais uma vez, sem nunca mais retocar raízes, e o resultado me agradou enormemente.
Cuidados na escolha dos shampoos e condicionadores também são necessários. Lógico que melhor seria se houvesse uma uniformidade na distribuição dos fios, rsrs, mas até isso faz de você, uma mulher única. Depois, é só curtir as marcas da sabedoria.

Responder
Avatar
Deusa pantoja 10 de dezembro de 2015 - 22:14

Eu já pintei muito meus cabelos. Mas de alguns anos para cá assumi de vez os brancos ou grisalhos. Sempre recebi muitos elogios, Sempre fui muito vaidosa, mais de uns tempos para cá estou mudando, talvez seja o bom senso da sabedoria pelos anos vividos. Tenho 5.6, assumi de vez meus brancos, mas não deixo de cuidá-los, com um corte fashion, um bom shampoo, condicionador e creme para pentear. E algumas vezes uma visita a um salão. Sou feliz com meus brancos e muito admirada e observada por onde passo. Para mim cabelos brancos são sinônimos de sabedoria vida longa. Adoro meus cabelosz, com eles tenho estilo próprio e ao mesmo tempo sou eclética e minha autoestima vive em alta. Por isso dou uma dica: não tenha medo dos brancos por causa das opiniões dos outros. Eu usei muitos anos curto, mas para 2016 já vou mudar um pouco o corte adoro mudar. E também porque cabelo cresce. E outra quem viver vai ter cabelos brancos. Pense nisso! E para os leitores tenham um feliz Natal e 2016 com muita saúde com cabelos brancos.

Responder
Avatar
Antonio 10 de dezembro de 2015 - 12:44

Cabelo branco não quer dizer desleixo. O cabelo branco tende a ficar amarelado. Existe shampoo apropriado para deixar o grisalho bonito. Acredito que as mulheres maravilhosas da foto estejam apenas com cabelos bem tratados. Foto fiel. Eu diria que numa mulher existem mil coisas mais importantes que o cabelo. Vamos viver!

Responder
Avatar
Martha 11 de dezembro de 2015 - 00:03

Parabéns Antonio. Homens assim são raros!

Responder
Avatar
Cris Ribeiro 9 de dezembro de 2015 - 21:04

Eu tenho 28 anos. Em breve, 29!
Tenho boa parte dos cabelos já brancos. A hereditariedade foi má comigo?
Até então, eu pinto! Mas, quem sabe brevemente deixe-os naturais!
Serei a mais jovem senhorinha da cidade! kkkkkk
A carinha de menina e o cabelo de quem tem o que contar!
Minha mãe (57) e tia (50) já assumiram a cabecinha de algodão!
Acho lindo!
Mas ainda sou receosa!

Responder
Avatar
Márcia 9 de dezembro de 2015 - 20:29

Quando eu estava com 16 anos já estava começando a aparecer fios de cabelo branco, eu ficava arrancando direto esses fios da minha cabeça, depois deixei, hoje tenho 47 anos e nunca pintei. minha mãe e minhas irmãs, aliás minha família toda pintam o cabelo e eu sou diferente, nunca pintei e me sinto bem com meus cabelos naturais. isso que é importante, é agente se sentir bem com o que tem.

Responder
Avatar
Jacqueline 9 de dezembro de 2015 - 15:58

Tenho 34 anos e desde os meus 23 pinto os cabelos porque não tinha mais como disfarçar, agora está quase que 50% brancos e sou muito nova para deixá – los a mostra, pinto direto de castanho.

Responder
Avatar
Marina Pereira 9 de dezembro de 2015 - 13:37

Tenho 46 anos e a um ano resolvi deixar os meus brancos estrearem… e me sinto maravilhada com os meus cachos prateados!!!

Responder
Avatar
Sandra Torrão 7 de dezembro de 2015 - 21:57

Tenho 66,e não aguento mais pintar os cabelos, (castanho médio);quando começam a crescer ficam horroroso,me sinto uma gambá! Então, já venho pensando a muito tempo em deixar ao natural ou seja:100/° brancos. Não há problema nenhum em pintá-los, descolori-los.Ah! Elas parecem umas verdadeiras “Divas”…..

Responder
Avatar
MariaAmelia 7 de dezembro de 2015 - 20:44

Optei em 2011 entre ficar cabeluda grisalha e loura careca, como todas as que insistem na química nos cabelos a vida inteira. Apesar de ressaltar a invisibilidade dos 60, em país que venera a juventude, não me arrependo; tenho cabelos cinza, elogiados e meus.

Responder
Avatar
Gigi Brazil 5 de dezembro de 2015 - 10:32

“Cabelos brancos são minhas mechas naturais.” como dizia minha mãe.
Assumi este ano depois de anos e anos pintando… por enquanto estou gostando 🙂

Responder
Avatar
Maria Inês 5 de dezembro de 2015 - 00:10

Tenho 63 anos. Poucos brancos. Nunca escondi de ninguém. Meus brancos são lindos. Brilham. São um charme!

Responder
Avatar
Cristina Brito 1 de dezembro de 2015 - 11:28

Olá eu tenho 57 anos e já assumi o cabelo branco há mais de 10 anos.
Até hoje incomoda algumas pessoas que comentam, mas eu gosto muito. Alias para ter cabelo branco tem que ter muito estilo!

Responder
Avatar
Magali Gonçalves 1 de dezembro de 2015 - 10:18

Bom dia. Aqui elas estão produzidas por demais, coloque como elas são no dia a dia, daí eu darei minha opinião favorável, se realmente merecerem.

Responder
Avatar
Ana cristina 8 de dezembro de 2015 - 18:18

Será que elas estão preocupadas com opiniões? Acho que, assim como eu, não dão a mínima pra o que os outros pensam sobre nossos cabelos grisalhos.

Responder
Avatar
LARISSA MARIA 12 de dezembro de 2015 - 16:35

Se realmente merecem?!
haha, faça me o favor!

Responder
Avatar
bianca fernandes 14 de dezembro de 2015 - 09:48

Duvido muito que sua opinião importe, como bem comentou a outra leitora. Como assim estão muito arrumadas e você quer ve-las como são no dia a dia? Descabeladas, acordando, indo de chinelo pro supermercado? quem pinrta cabelo e quem não pinta vai acordar amassada e descabelada igual.

Responder
Avatar
Paula Barzon 30 de novembro de 2015 - 10:39

Tenho 51 anos e muitos fios brancos…
Depois que aderi às madeixas ao natural, minha mãe e uma cunhada também se animaram.
A praticidade é grande, bem curto e estiloso. A economia também é bem vinda em tempos bicudos.
Exigem cuidados, um shampoo roxinho de vez em quando .
Somos muito práticas, recomendo, vale a pena.

Responder
Avatar
Leonice 19 de novembro de 2015 - 23:31

Está sendo muito difícil tem um ar de desleixo estou até pensando em cortar curtinho . Tenho muita vontade de deixar os grisalhos apetecerem

Responder
Avatar
Ana Claudia Garcia Ramos Biondi 19 de novembro de 2015 - 23:09

Acho o maximo esse projeto de 60 e 50 mas quanto aos cabelos grisalhos ainda nao estou preparada. Mas admiro quem estå. Um beijo a todas essas mukheres maravilhosas.

Responder
Avatar
leila reis 18 de novembro de 2015 - 11:19

Faz dois meses que aderi ao deixa branquear. e está sendo muito menos traumático do que pensava…. eu recomendo

Responder
Avatar
Ana Beatriz Barroso 9 de dezembro de 2015 - 16:56

Acho ótima essa onda de assumir a beleza prata e a passagem do tempo. Ainda não tenho cabelos brancos, sou quarentona e até bem conservada, as pessoas costumam ficar espantadas quando revelo minha idade.Outro dia estava conversando com uma amiga que mora há muito tempo na Holanda e ela estava me falando como as amigas que ela tem lá são lindas, dizendo que as mulheres lá envelhecem e não estão nem aí, não tem essa mania, que muitas brasileiras tem, de ficar se repuxando, elas se deixam ficar enrugadas e grisalhas, mas ela as acha lindas, assim mesmo. Eu também aprecio bem mais a força da autenticidade que a fraqueza do fake.Quero ver quando chegar a minha vez de me assumir, espero continuar forte. Minhas amigas daqui de Brasília, já mais velhas, também são bem assumidas e resolvidas nesse sentido.

Responder
Avatar
Rosângela Coutinho 15 de dezembro de 2015 - 15:01

Sabe, Ana Beatriz Barroso, as européias estão certíssimas. Cada idade tem a sua beleza. Está mais ligado ao aceitar seu eu exterior e interior…
A maioria das brasileiras se auto-agridem, fazendo tanta plástica q por fim, perdem a fisionomia natural.
Tenho 51 anos e estou bem com essa questão.
Sou totalmente a favor do natural! 😉
Ah! Sou brasiliense , tbm. 😉

Responder
Avatar
Valeria DH 13 de dezembro de 2015 - 20:12

Isso mesmo mulherada.
Quem disse que charme só existe em homens grisalhos????
Eu assumi meu “algodão doce” lá se vão 3 anos.
Tenho 58 hoje e fios brancos desde os 30.
E adoro!!! Bjs a nós, mulheres assumidas.

Responder
Avatar
Rosângela Coutinho 15 de dezembro de 2015 - 15:03

Beijinho no ombro pra quem não aprovar! Rsrsrs :p

Responder
Avatar
Sahwenya 14 de dezembro de 2015 - 16:08

Toda a Natureza brota de dentro.Somente compreende aquela que sente o que leva a sentir de igual ou diferente forma o movimento que guia ao natural.Seja quando acorda pela manhã bem cedo, seja quando está em casa de pijamas, quem sou quando nada daquilo que todos imaginam sou?Cabelos brancos falam de um momento, de uma força, de uma natureza selvagem que invade a mulher.Ela é chamada por uma voz muito antiga e sábia que a convida a ser quem é.É sobre isso que estamos tecendo ser o que somos, com cabelos coloridos, face pintada ou face lavada.Este ano estou com os cabelos naturais, pela primeira vez desde meus vinte e poucos anos.E é muito engraçado e alegre, divertido e irreverente como a cada dia as cores mudam, de um grisalho mais luminoso, mais escuro, mais discreto, mais acentuado, tudo depende como o cabelo está ordenado.Que oportunidade linda, não é mesmo?No Mundo ser quem se é, é natural.E para quem aprendeu que é diferente, que tal a escuta da voz dessa sábia em seu interior, essa voz da própria natureza fala a qualquer idade, é ela que nos guia na hora do Parto, a dar a luz.Embora muitas tenham esquecido seu poder pessoal, pequenas atitudes são transformadoras….Tenho sentido saudades do Vermelho rubro que cobria meus cabelos e um enorme amor pelos grisalhos que tomaram minha cabeça, são forças distintas.No Incio do Ano, raspei o cabelo por inteiro, em um cerimonial do desapego em uma conversa intima com o Ego da Mulher que sou, e naturalmente quando o cabelo cresceu, quem se fez notar?Os fios pratas em meio aos fios castanhos.Abraços lindas Mulheres. Sahwenya Passuello-

Responder
Avatar
Iraci 16 de dezembro de 2016 - 10:32

Também não Pinto meus cabelos, estão cada dia mais bonitos.

Responder