fbpx

Aldeia da Sabedoria, para maiores de 60: Viver mais e melhor

Por Maya Santana

A psicóloga transpessoal Gislaine Maria D”Assumpção é a idealizadora do projeto

A psicóloga transpessoal Gislaine Maria D”Assumpção é a idealizadora do projeto

Déa Januzzi

Sabe aquele sonho de um lugar ideal para envelhecer? Já que faço parte de uma geraçãoque envelhece de forma diferente de seus pais, pessoas de 60 a 75 anos, chamados de “Os novos velhos”, que mudaram comportamentos, que foram hippies, feministas, lutaram pelo direito das mulheres e das crianças, que baniram preconceitos, que disseram sim ao amor livre e não à guerra, que deixaram os cabelos livres ao vento, que tomaram banho de cachoeira e de poesia, que lutaram contra a ditadura política e de outras torturas do corpo e da alma..

Agora o sonho está virando realidade depois de muitos anos, o suficiente até para repetir um trecho de uma das minhas crônicas sobre o lugar ideal de envelhecer, que começava assim. “Um dia, ainda vou construir um asilo para velhos. Mas a primeira medida que vou tomar será achar um outro nome para asilo, que não lembre morredouro, como proclamou Simone Beauvoir, no livro “Envelhecer”, para definir um lugar onde os velhos são depositados para morrer. Não vou mudar só o nome, mas também a filosofia.

O projeto da casa

O projeto da casa

No asilo que vou construir e que não terá esse nome, haverá quintal, jardins e árvores por todos os lados. As janelas estarão sempre abertas para o vento que vai entrar pelos cômodos, passear pelos cabelos dos idosos, levantar as saias e os chapéus, arejar os corações com o aroma das manhãs… Nada de bingo e orações em excesso. Os idosos da minha comunidade vão pintar sóis ao despertar de cada dia, com os próprios pés, que serão mergulhados em baldes de tinta. O ritual será como um escalda-pés de cores.

Vou ungir os velhos com a minha fé num mundo novo. No meu asilo, que definitivamente não terá esse nome, não permitirei capelas por todos os lados, como se os idosos já estivessem à beira da morte. Nada de missa demais, cânticos de qualquer igreja, com honrosa exceção para o canto gregoriano dos monges beneditinos, pois os idosos precisam de bancos ao ar livre e não de sepulcros”.

Você se lembra? Pois é. O lugar ideal para envelhecer já se transformou em projeto e terá o nome de Aldeia da Sabedoria. Esse é um antigo sonho meu e da psicóloga transpessoal Gislaine Maria D”Assumpção, fundadora do Instituto Renascer da Consciência e integrante do Colégio Internacional dos Terapeutas.

Outro Ãngulo da casa da Aldeia

Outro Ãngulo da casa da Aldeia

A aldeia para envelhecer desceu a montanha. Agora vai ficar um pouco antes da entrada do Instituto Renascer da Consciência, em Sabará. Ao lado da estrada, mas com muito verde e um riacho, afluente do Rio das Velhas, que vai proporcionar o suava correr da água em nossos ouvidos. Agora sim. O projeto das casas de dois quartos, com varanda, garagem, cozinha, banheiro é do permacultor João Rockette, velho amigo de Gislaine e das causas ambientais, que mora no Sul do País.

Ele desenhou teto verde em cada casa, cercas de bambu, mandalas para hortas comunitárias. Gislaine que sabe tudo sobre sonhos e morte vai programar atividades como meditação, ah, ia me esquecendo, vai ter um labirinto para andar todas as manhãs, com passeios na mata, alongamento,cursos sobre a revolução dos idosos, com especialistas que vão falar de economia da longevidade, envelhescência e outros temas que fazem parte desse processo de viver mais 30, 40 anos depois dos 60. Viver mais e melhor a cada dia.

Em tempo para dizer que haverá um ambulatório, que vai unir a medicina tradicional com as complementares e que será a semente do Centro de Saúde Integral e Longevidade Natural, cuja filosofia é cada um ser responsável pela própria saúde.

O lugar terá muitos jardins com todo tipo de flores

O lugar terá muitos jardins com todo tipo de flores

Já foi realizado o projeto topográfico e está caminho do certificado de licença ambiental. Os valores do lote de 500 metros quadrados já estão sendo levantados, assim como o preço das casas. Gislaine e eu sonhamos esse sonho, que agora vai virar realidade. Não dá mais tempo de deixar para depois. O envelhecimento ativo é agora, neste momento. Ainda vai dar tempo de viver junto à natureza com pessoas amigas, Lá, no Condomínio Vale das Borboletas, um pouco mais acima, está Lúcio Ventania, o mestre do bambu, que permanentemente dá cursos e constrói geodésicas de tirar o fôlego.

Quem topa participar desse sonho que agora está se transformando em realidade?
É só enviar um e-mail para mim que darei as dicas e informações complementares: O meu e-mail é:
deajanuzzi@gmail,com.

E até lá, para viver a revolução do envelhecer!!!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

quinze − 13 =

24 Comentários

Avatar
Solange Martins Gonçalves 19 de março de 2019 - 23:26

Gente, amei esta ideia, para repassá-las aos meus Pais que já são idosos e quem sabe eu os convença a mudarem-se de casa, pois a casa deles tem 3 andares e está perigosa para as limitações deles, mas negam-se a mudarem-se da casa…por favor este projeto ainda está vigorando??? Gratidão…

Responder
Avatar
Maria Elizabete da Silva Cruz 10 de fevereiro de 2017 - 13:14

Boa Tarde!
Gostaria de receber maiores informaçoes com detalhes, por favor.

mescbel@hotmail.com.
Obrigada, abraço.

Responder
Avatar
Rosita 29 de outubro de 2016 - 14:33

Olá como ando o projeto, llocal, preços, etc , pode mandar informações

Responder
Avatar
Isabel 27 de julho de 2016 - 21:11

Qdo tiverem avanço me informem por favor. Super interessada.

Responder
Avatar
Candida Pinheiro 27 de julho de 2016 - 12:50

Nossa, que maravilha, quero mais detalhes. Estou bastante interessada.
Att: CANDIDA.

Responder
Avatar
Eleonora Rocha Guedes Martins 23 de julho de 2016 - 13:48

É tudo que sonho na vida! Morar na montanha, independente mas integrada … Solidariamente… Permaculturamente, em uma comunidade laica … Medicina alternativa, conscientes de que fomos e continuamos a ser pessoas diferenciadas … Ainda com Coral Gregoriano! … Gostaria muito, muito de participar! Ah! Estou com 66 anos. Jogo volei adaptado, nado e uso bicicleta. Aguardo retorno. Agradecida!!!

Responder
Avatar
fernando ferreira dos santos 25 de junho de 2016 - 17:36

boa noite ,preciso de mais informações sobre o projeto e valores

Responder
Avatar
Luzia Piontkievicz 25 de maio de 2016 - 11:24

Gostaria de ir morar em um lugar desses pois tenho dificuldade de me locomover por causa das artroses que tenho na coluna Cervical Lombar e nos Joelhos de alto Grau. como faço pra me inscrever, não importa o lugar , só gostaria de viver em um lugar assim. Pois sou um pessoa só não tenho marido pra cuidar de mim.

Responder
Avatar
Vera Lucia M. D. Silva 18 de março de 2016 - 12:02

Muito Legal. Parabéns pela iniciativa. É isso aí mesmo. Quero conhecer e saber mais a respeito. Já tenho um sitio em Extrema no alto da montanha onde estou construindo minha casa auto sustentável e também um local para práticas de Yoga, Tai Chi Chuan e Meditação. Se tiver uma forma de fazermos um intercâmbio eu gostaria muito.
Quando meu espeaço estiver pronto trazer seus cursos para cá também.

Responder
Avatar
cleide 14 de fevereiro de 2016 - 11:09

Tb quero mais informação. Tenho 66 anos meu marido 72. Minha mãe completando 91 e a minha tia sol da minha vida 78. Só aí habitamos uma casa.

Responder
Avatar
Vilma de Araujo Jorge 9 de fevereiro de 2016 - 12:14

Amo essa ideia !
Me interessa muito.
Mas ainda tenho 5 anos pra segunda aposentadoria…mas, poderia ir investindo antes.
Quero fazer contato!
Abçãi.

Responder
Avatar
Valeria 9 de fevereiro de 2016 - 11:55

Tenho interesse, gostaria de maiores informações.

Responder
Avatar
Dulce Capuci 8 de fevereiro de 2016 - 23:31

Adorei esta ideia tenho interesse .

Responder
Avatar
Genair de Brito 25 de janeiro de 2016 - 20:44

Em que lugar será, me interesso bastante

Responder
Avatar
Mirian 18 de janeiro de 2016 - 15:45

Interessadíssima.

Responder
Avatar
Francisca 17 de maio de 2020 - 22:43

Gostaria de saber como está o projeto.

Responder
Avatar
MaGrace Simão 11 de janeiro de 2016 - 16:06

Deinha amada, como sempre você brilha com sua palavra e suas ideias. Parabéns novamente! Lógico que vou te passar um e mail para saber alguns detalhes, específicos para mim, portadora do HIV e suas consequências. Amei de paixão! Beijos amados, MaGrace

Responder
Avatar
Beatriz de Freitas Alonso 11 de janeiro de 2016 - 10:04

Sempre sonhei com isso. Tomara eu me junte a vocês para viabilizar esse maravilhoso projeto. Quero saber mais. “Um sonho que se sonha junto vira realidade .” já cantava Raul Seixas.

Responder
Avatar
Silvana Lage 10 de janeiro de 2016 - 17:26

Adorei.! Me envia mais informações.

Responder
Avatar
deisa chamahum 10 de janeiro de 2016 - 12:55

Estou procurando um lugar assim!
Tomara que as condições sejam tão interessantes quanto o projeto!
Beijo grande, Déa!
Deisa

Responder
Avatar
Rosana 10 de janeiro de 2016 - 11:41

Bom dia, Déa! Gosto muito dessa ideia e as vezes abordo esse assunto com um grupo de amigas que olham um pouco desconfiadas pra mim… é como entendi o que você disse:ainda somos ativos e produtivos e capazes de tomar decisões e criar com autonomia. Tenho 61 anos. Vocês continuam tocando o projeto? Queria saber mais sobre o que andam fazendo. Abraço, Rosana.

Responder
Avatar
Marcia Lagr 9 de janeiro de 2016 - 23:42

Muito legal, Dhea. Vou te passar um e-mail para mais informações.

Responder
Avatar
Maria Elizabeth Galvao 9 de janeiro de 2016 - 23:08

Dea
Eu tenho 65anos e meu marido 82
Temos interesse no projeto .
Aguardo contato
Beijos
Beth

Responder
Avatar
Déa Januzzi 10 de janeiro de 2016 - 11:19

Oi, Beth, depois você envia um e-mail para mim que vou de dar detalhes, beijos
E-mail: deajanuzzi@gmail.com

Responder