fbpx

Alerta para você que toma refrigerante diet

Por Maya Santana

Muita gente acha que por ser diet podem beber litros de refrigerantes

Muita gente acha que por ser diet podem beber litros de refrigerantes

Mais um estudo mostrando que, ao contrário do que se pensa, o refrigerante diet não é melhor do que o refrigerante comum. A verdade é que os dois não fazem qualquer bem à saúde, mas há a crença, alimentada pela propaganda enganosa, que as bebidas diet ajudam no combate à obesidade. Este estudo, de acordo com o artigo de revista Veja, mostra que não.

Leia o artigo:

Substituir refrigerantes normais pelos diet não necessariamente implica em uma melhora na alimentação. Isso porque um novo estudo concluiu que pessoas obesas ou com sobrepeso que fazem essa troca consomem, em média, mais calorias totais ao longo do dia do que aquelas que continuam bebendo refrigerantes com açúcar. “Elas acabam comendo mais alimentos sólidos nas principais refeições e lanches”, diz Sara Bleich, professora da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, e coordenadora da pesquisa.

O trabalho se baseou nos dados de aproximadamente 24 000 pessoas com mais de 20 anos de idade que haviam participado de um estudo nacional entre 1999 e 2012. Os resultados foram publicados nesta quinta-feira no periódico American Journal of Public Health.

Leia também:
Refrigerantes estão ligados a 180.000 mortes por ano
Refrigerantes diet aumentam acúmulo de gordura na cintura 

Quem bebe estas bebidas diet acumulammais calorias totais ao longo do dia

Quem bebe estas bebidas diet consomem mais calorias totais ao longo do dia

Segundo a pesquisa, entre os participantes obesos, aqueles que bebiam refrigerantes diet consumiam, em média, 2 058 calorias ao dia, enquanto os que preferiam refrigerantes normais consumiam 1 897 calorias diariamente. Entre as pessoas que tinham sobrepeso, essa diferença foi de 1 965 contra 1 874 calorias diárias.

Hipóteses — Para os autores do estudo, é possível que adoçantes artificiais ativem de forma mais intensa as regiões do cérebro responsáveis pelo sistema de recompensa. Consequentemente, as pessoas que consomem esse produto podem ser induzidas a comer mais porque sentem que não há açúcar suficiente na corrente sanguínea. Essa tese, porém, ainda não está comprovada.

Alguns médicos acreditam que o refrigerante diet em si não faz com que uma pessoa coma mais e engorde, mas sim o fato de as pessoas sentirem que podem “compensar” o refrigerante diet com a ingestão de alimentos mais calóricos. “Os resultados do nosso estudo sugerem que adultos com sobrepeso ou obesidade que desejam perder ou manter o peso, e que já substituíram refrigerantes comuns pelos diet, devem ficar atentos aos outros componentes da alimentação, especialmente os lanches que comem entre as refeições”, diz Sara.

O problema é que as overdoses não intencionais – devido a combinações de remédios com esse princípio ativo – ainda são responsáveis por metade dos casos de insuficiência hepática relacionada ao paracetamol no país, alertou a FDA. Clique aqui para ler mais.

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

um × 3 =

2 Comentários

Avatar
http://us.uribombu.info 21 de abril de 2017 - 13:57

Absolutely indited subject matter, regards for selective information .

Responder
Avatar
Vanda Maria da Silva Gomes 19 de janeiro de 2014 - 13:04

Noto que quando faço uso de produtos diet que não seja a base de sucralose, me sinto irritada, pressão arterial descontrolada. O aspartame mexe com meu sistema nervoso central.Gostaria de sugerir uma matéria a esse respeito.
Grata.

Responder