fbpx

Alfabetizada aos 82, Tetê faz poesia com retalhos

Por Maya Santana

Tetê, 82, é um exemplo de vida, uma constante inspiração

Ela é um exemplo de vida, uma constante inspiração

A octogenária Tetê Brandolim tem uma dessas histórias de vida que deixam a gente encantada. E serve de inspiração para pessoas de todas as idades. Descendente de italianos, esta artista de mãos abençoadas só entrou para o mundo dos letrados aos 82 anos de vida. A história dela foi publicada pelo site Catraca Livre.

Leia:

Ela tinha um sonho: ler e escrever. Filha mais velha de uma família de imigrantes italianos, quando criança foi tirada da escola para trabalhar na roça. Já aposentada, tentou por 15 anos aprender nos programas de Educação para Jovens e Adultos. Não conseguiu. Chorou muito.

Repare na beleza desse trabalho tão delicado de arte

Repare na beleza desse trabalho tão delicado de arte

Mas o mundo das letras se abriu para Tetê Brandolim no ano passado, quando, com a ajuda do método do educador Paulo Freire, sua vida cruzou com a da educadora Jany DiLourdes Nascimento. Da receita do pão às histórias da fazenda, foram necessários só poucos meses para ela estar alfabetizada.

Para escrever o primeiro cartão de Páscoa para os cinco filhos, a educadora trouxe cartolinas e chita para enfeitá-los. Sobraram alguns retalhos. Foi a partir deles que Tetê criou uma técnica de colagem. “Comecei brincando e deu certo”, conta.

Talento de sobra

Talento de sobra

Flor a flor, das minúsculas às grandes, ela recorta e monta as telas, que anunciam uma primavera constante. Já são mais de 80 quadros, 20 deles comercializados. “Eu não paro, todo dia tenho que fazer um pouquinho”, diz a artista. “Gosto porque distrai a cabeça. Não dá espaço para nenhum pensamento ruim.”

Numa caixinha, ela guarda a matéria-prima: flores e animais coloridos, delicadamente recortados do tecido de algodão que ela ganha da filha Maria Zulmira de Souza, a Zuzu, sua maior incentivadora. Depois, os recortes são colocados sobre a tela e começa a montagem, que pode durar até três dias. “Eu monto e desmonto tudinho até ficar do jeito que eu quero”, explica.

Nos quadros, Tetê, que mora em Ribeirão Preto (SP) e tem suas obras expostas no Espaço Planetária, na Lapa (rua Tonelero, 1.254, em São Paulo), diz que coloca a gratidão que tem pela vida, pelas letras, pela flores, por tudo. “Chegou a hora de as flores se abrirem e de os passarinhos voarem”, diz. Fazendo poesia com retalhos.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

3 × dois =

8 Comentários

Avatar
Marcia Veiga 29 de maio de 2015 - 14:57

A história de Tetê é emocionante e muito linda. Parabéns a ela pelo seu lindo trabalho, por suas conquistas, pelo sucesso e por sua felicidade.

Responder
Avatar
Maria José do Carmo Mármori 28 de maio de 2015 - 17:40

Belissimo trabalho! Amei!!!

Responder
Avatar
Nelma Narcizo de Brito 28 de maio de 2015 - 07:48

Gostaria de aprender essa técnica,pois achei muito lindo.Tenho depressão e estou desempregada.Seria de grande ajuda para mim e gostaria de passar para outras pessoas carentes da comunidade.

Responder
Avatar
Genoveva 16 de novembro de 2014 - 08:25

Vou tentar repetir o comentario que postei ontem mas que se perdeu por aqui…
Essa é mais uma historia de mulheres que esse Blog me faz conhecer e me encanta.
Desejei conhecer mais e fui até a pesquisa Google e encontrei muitos artigos e reportagens sobre essa historia de vida, que atraves do trabalho de alfabetização de uma professora, que com sua sensibilidade alcançou o nivel terapeutico, ajuda emergir essa artista aprisionada em si mesma, para que possamos desfrutar dessa floração poetica maravilhosa.
Grata a voce Tetê por colorir minha vida!
Genoveva
Veja mais:
Galeria Tetê Brandolim – Linha do tempo | Facebook
Artista plástica de 83 anos expõe no Centro da Juventude – Prefeitura Municipal de São José dos Campos
Alfabetizada aos 82 anos, idosa descobriu a arte entre recortes de chita

Responder
Avatar
Hérida 11 de novembro de 2017 - 19:00

Parabéns, Genoveva! Lindo comentário. Pessoas como Tetê e como você fazem a diferença no mundo.

Responder
Avatar
Genoveva Coelho 16 de janeiro de 2020 - 18:34

Oi Hérida,
Que nome poético!!!

Emocionada com seu comentário que só vejo hoje depois de dois anos. Voltei aqui porque gosto de montar meus emails com temas que fazem sentido para mim e junta-los num “Kit”, onde as vezes acrescento videos, imagens, etc… e enviar então para meus amigos.
E veja só o que encontrei.

https://conexaoplaneta.com.br/blog/farmacia-de-poesia-em-uma-livraria-muito-charmosa-poeta-prescreve-versos-para-curar-seus-pacientes/

Espero que algum dia volte aqui e se comunique comigo
genoscoelho@gmail.com

Carinho de Genoveva

Responder
Avatar
Marisa Cardoso Moreira de Oliveira 16 de novembro de 2014 - 03:28

Fiquei encantada com o trabalho de Tetê,tão delicadoe cheio de vida.Parabéns, quando for a São Paulo irei visitar.

Responder
Avatar
gostaria de saber mais detalhes dessa tecnica de artezanato da denhots 15 de novembro de 2014 - 22:16

Me intetessei em conhecer essae seu trabalho. Me aposentei agora e com as filhad mooranfo fora para estudat rstou me sentindo triste solitaria e nada melhor para a alma e a alegria apremder uma tecnica tao linda cheia de cores e alegrias. Se a senhora se interessar em ensinar ficarei muito grata. Sou de Leopoldina interior de Minas Gerais. Um grande abraço e parabens pelo trabalho.

Responder