Alimentos para manter o estresse bem longe

Por Maya Santana

A fruta é o alimento que dá mais energia. Ótima para intervalos entre refeições

O estresse é tão característico da sociedade moderna que existe no Brasil um dia específico para combatê-lo – o Dia Nacional de Combate ao Estresse, 23 de setembro. Esse corre-corre de atividades no trabalho, reuniões, almoço ou sanduíche com o cliente, trânsito, filas, contas a pagar e todas as responsabilidades da vida pessoal acumulam, em doses diferentes, cansaço, ansiedade e muitas vezes preocupação exagerada em cada um de nós. Quando percebemos, o corpo já está reagindo com dor do estômago, de cabeça, tensão muscular… isso sem falarmos dos problemas que surgem a longo prazo.

Antes que o assunto chegue ao consultório médico, a nutrição pode ajudar – e muito – a diminuir o stress diário. Se prestarmos atenção ao que nosso corpo pede e oferecermos a ele os alimentos corretos estaremos fortalecendo-o. E forte ele enfrentará melhor as dificuldades diárias.

Um dos segredos é não sair de casa sem tomar o café da manhã

Dez orientações nutricionais anti-estresse:

1) Evite sair de casa sem antes tomar o café da manhã. Quando pulamos essa refeição, provocamos um déficit nutricional que poderá desequilibrar o organismo ao longo do dia.

2) Não pule refeições. Isso pode levar ao stress fisiológico e provocar obesidade. Além disso, ingira algum alimento a cada três horas.

3) A fruta é o alimento que mais dá energia, dessa forma são excelentes alternativas para levar ao trabalho e consumir no intervalo da manhã ou tarde, ajudando a melhorar a disposição.

4) Na hora das refeições, dê prioridade a elas, e não a atividades paralelas. Sente-se à mesa, de preferência num ambiente tranquilo. Evite assuntos desagradáveis no momento da alimentação.

5) Uma dieta variada ajuda a evitar déficit de vitaminas e minerais, que causa indisposição e fadiga. Leia mais em www.veja.com.br


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





2 Comentários

Anônimo 1 de janeiro de 2015 - 16:32

Ai me matava de raiva era a dor nas minhas costas, passei por situa

Responder
toninho reis 25 de setembro de 2012 - 15:02

Maya , seus artigos de nutricao, sao simplesmente maravilhosos, e efeituosos,amo ler tudo sobre isto , obrigado bjs…………..

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais