fbpx

Alimentos que podem aumentar o risco de câncer

Por Maya Santana

Cuidado com muito churrasco: na fumaça do carvão, há dois componentes cancerígenos

Cuidado com muito churrasco: na fumaça do carvão, há dois cancerígenos

Há pouco tempo, fui a uma consulta com a minha velha e querida ginecologista. Sempre conversamos um pouco antes daquele exame desagradável. No meio da nossa conversa, ela me confessou que estava impressionada com o número de pessoas com câncer. “Está até parecendo gripe”, ela disse. A verdade é que, não só no Brasil, em outras partes do mundo também, o número de pacientes com câncer só cresce. O Instituto Nacional do Câncer estima que no ano que acaba de findar foram registrados 576 mil novos casos de doença no Brasil. E o número deve se repetir em 2015. Nesse artigo, publicado pelo site yahoo.minhavida.com.br, a repórter Manuela Pagan explica como certos alimentos podem contribuir para o desenvolvimento do câncer.

Leia:

Maus hábitos alimentares estão diretamente relacionados com essa estatística. A vida moderna, cada vez mais agitada, dificultou o velho (e bom) hábito de preparar os próprios alimentos e deu lugar aos alimentos prontos para consumo ou de fácil preparo.

O nutricionista Fábio Gomes, do Instituto Nacional do Câncer, explica que muitos alimentos possuem fatores mutagênicos, ou seja, lesam as células humanas e alteram o material genético que existe dentro dela. “Esse processo leva a uma multiplicação celular muito maior do que o normal e, em consequência, pode aparecer um tumor”. Muitos desses alimentos não apresentam qualquer benefício à saúde e podem ser facilmente riscados do cardápio. Veja quais são e modere no consumo dos alimentos que predispõem a doença.

Linguiça, salsicha, bacon

São chamados de maus alimentos: contêm quantidades consideráveis de nitritos e nitratos

São chamados de maus alimentos: contêm quantidades consideráveis de nitritos e nitratos

Linguiça, salsicha, bacon e até o peito de peru contêm quantidades consideráveis de nitritos e nitratos. Essas substâncias, em contato com o estômago, viram nitrosaminas, substâncias consideradas mutagênicas, capazes de promover mutação do material genético.

“A multiplicação celular passa a ser desordenada devido ao dano causado ao material genético da célula. Esse processo leva à formação de tumores, principalmente do trato gastrointestinal”, explica Fábio Gomes. A recomendação do especialista é evitar esses alimentos, que não contribuem em nada com a saúde.

Refrigerantes

além de muito sal em forma de sódio, contem adoçantes associados ao aparecimento de câncer

Contêm muito sal (sódio) e adoçantes ligados ao surgimento de câncer

A bebida gaseificada, além de conter muito sal em forma de sódio, possui adoçantes associados ao aparecimento de câncer. O ciclamato de sódio, por exemplo, é proibido nos Estados Unidos, mas ainda é utilizado no Brasil, principalmente em refrigerantes “zero”. “Essa substância aumenta o risco de aparecimento de câncer no trato urinário”, conta Fábio Gomes.

Quanto aos adoçantes que podem ser adicionados à comida ou à bebida, o nutricionista diz que ainda não há comprovação científica. “O ideal é que o adoçante seja usado de forma equilibrada, pois é um produto destinado a pessoas com diabetes e não deve ser consumido em excesso pela população em geral”, aponta. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

cinco × 1 =

1 Comentários

Avatar
Antonio f reis 11 de janeiro de 2015 - 17:24

Comer saudável , moderando as carnes e bebidas , ajuda. Boa matéria. Devemos ler mais sobre a nossa alimentação , adoro ler as matérias do 50 e mais pois aumenta a minha noção sobre a saúde e bem estar. obrigado………

Responder