fbpx

Madonna dedica a filho que foi viver com pai seu show mais triste

Por Maya Santana
Madonna, 57, com Rocco, 15, cuja guarda vem sendo disputada com o pai

Madonna, 57, com Rocco, 15, cuja guarda vem sendo disputada com o pai

A poucos meses de completar 58 anos de idade – em agosto -, Madonna vive um dos períodos mais difíceis de sua vida, com a decisão do filho Rocco, de 15 anos, de ir morar com o pai, o cineasta Guy Richie, em Londres. A cantora vive nos Estados Unidos e vem travando uma batalha na justiça com seu ex-marido inglês pela guarda do único filho que tiveram. Segundo a imprensa, ela não vê Rocco desde novembro, quando ele teria fugido para Londres para morar com o pai, depois de se desentender com a mãe. O drama vem absorvendo tanto a cantora que ela fez um show vestida de palhaço e dedicou ao filho.

Leia o artigo de Ignacio Gomar, do El País:

A rainha do pop enfrentou no último ano uma das etapas mais complicadas de sua carreira. Mas, quando saiu em turnê há seis meses, deu a impressão de que voltava a ser capaz de tudo e de brilhar novamente. Até que chegou o Natal e seu filho Rocco foi embora para Londres com seu ex-marido para não retornar. Madonna se refugiou no trabalho para lidar com a dor da separação, ainda mais depois que uma juíza de Nova York decidiu, semana passada, que o garoto de 15 anos podia escolher entre morar com ela ou com o pai. Rocco escolheu ficar em Londres com Guy Ritchie, embora a juíza tenha dado ao ex-casal uma margem de poucos meses para entrar em acordo sobre a guarda.

A cantora vestida para o show "Lágrimas de um Palhaço"

A cantora vestida para o show “Lágrimas de um Palhaço”

Uma semana depois, a cantora fez sua primeira aparição em público na abertura da última etapa da Rebel Heart Tour, realizada na Oceania. No palco do estádio de Auckland (Nova Zelândia), Madonna dedicou uma música a Rocco – quando não se conteve e começou a chorar. Um golpe terrível para ela, como demonstrou com contínuas e emotivas alusões ao tema em sua conta do Instagram (com 6,3 milhões de seguidores) e com suas lágrimas incontroláveis ao vivo.

Nesta quinta-feira, a estrela surpreendeu seus incondicionais australianos com um concerto gratuito e íntimo em Melbourne (Austrália) intitulado Tears of a Clown (“Lágrimas de Um Palhaço), cujo repertório incluiu algumas de suas baladas mais tristes, inclusive várias que nunca tinha interpretado ao vivo. “Hoje farei uma coisa que nunca fiz: beber enquanto eu canto… Por favor, tragam-me uma taça”, pediu. E seus desejos foram satisfeitos com uma dose do coquetel “cosmopolitan”.

Na metade do espetáculo, ficou claro que o roteiro havia sido concebido como uma metáfora de seu momento atual. “Todos vocês sabem o que aconteceu com meu filho Rocco. Eu teria curtido mais essa turnê se ele não tivesse desaparecido tão de repente”, disse. Em seguida, uma pausa em que as lágrimas quase lhe escorreram pelo rosto. “Vou dedicar esta canção a ele.” E enquanto fotos do garoto eram projetadas, Madonna cantouIntervention, que começa dizendo “I’ve got to save my baby” (Tenho que salvar meu bebê). Clique aqui para ler mais.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca enviaremos spam! Leia nossa Política de privacidade para mais detalhes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





2 Comentários

Ana 12 de março de 2016 - 17:50

Tem mãe que não suporta a idéia do filho ir morar com o pai. Se o pai for bandido, pedófilo ou coisa parecida, tudo bem. Caso contrário, mãe e pai têm direitos iguais. Sempre pensei assim.

Responder
Marilu D'Alessio 6 de maio de 2016 - 18:53

Muito fácil julgar uma dor que não se sentiu. Viver a experiência primeiro para depois se arriscar a avaliar

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais