fbpx

Aos 65 anos, alemã dá a luz a quadrigêmeos

Por Maya Santana
Annegret grávida,com a filha mais velha, 44, e a mais nova, 9 anos

Annegret grávida,com a filha mais velha, 44, e a mais nova, 9 anos

Essa é uma história polêmica que divide as pessoas: há quem ache a alemã Annegret Raunigk, que acaba de ter quadrigêmeos aos 65 anos, uma irresponsável, principalmente, porque ela já tem outros 13 filhos e é avó de sete netos – a filha mais velha tem 44 anos e a mais nova nove. Mas há outros, como a própria Annegret, que acreditam que mais vale concretizar um desejo do que dar ouvidos aos que acham que ela está velha demais para ser mãe.

Leia o artigo publicado por O Globo:

Uma alemã de 65 anos que já tinha 13 filhos e sete netos deu à luz quadrigêmeos na Ucrânia, após um processo de inseminação artifical. De acordo com a rede RTL, Annegret Raunigk, professora de inglês e russo, teve três meninos e uma menina com apenas 26 meses de gestação, mas o hospital garantiu que eles têm boas chances de sobrevivência.

Annegret alegou que passou por várias inseminações artificiais na Ucrânia porque sua filha caçula, de 9 anos, queria um irmão ou irmã. A mais velha tem 44.

— Quando o doutor descobriu que eram quatro embriões, tive que refletir. Mas não fiquei com medo. Vou levar em conta que continuarei saudável e em forma. Em termos de organização, tenho experiência suficiente, não é novidade.

Segundo a rede, que teve acesso exclusivo à história da nova gestação, é o novo recorde de idade para uma mãe de quadrigêmeos. Mas Annegret disse que não teve medo de questões morais.

Leia também:
Como explicar gravidez de quadrigêmeos aos 65 anos?

— Como alguém tem que estar aos 65 anos? Acredito que sempre devam se ajustar a clichês que acho tediosos. É uma decisão própria — avaliou. — Não sou uma planejadora, mas alguém espontânea. As crianças me deixam mais jovem.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca enviaremos spam! Leia nossa Política de privacidade para mais detalhes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





1 Comentários

adriana 21 de setembro de 2018 - 14:50

o problema é que não viverá o suficiente para ver os quadrigêmeos crescerem…acho loucura, mas….cada um é cada um! Espero que agora ela pare por aí e curta o máximo que puder essa enorme família!

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais