Aos 76, Jack Nicholson nega problemas de memória

Por Maya Santana
O ator, 76 anos,  anda afastado das telas e continua um solteiro convicto

O ator anda afastado das telas e continua um solteiro convicto

Um dos meus ídolos no cinema é o sensacional Jack Nicholson, com suas caretas e trejeitos tão seus. Via todos os seus filmes, alguns inesquecíveis, como “Um Estranho no Ninho”, no qual ele faz o papel de um prisioneiro, que simula estar insano para não trabalhar e vai para uma instituição para doentes mentais, onde estimula os internos a se revoltarem contra as rígidas normas impostas pela enfermeira-chefe. Nos últimos dias, para tristeza minha e de seus milhões de fãs, circularam informações que ele estava tendo problemas de memória, dificuldade para decorar papéis. Mas, numa entrevista para o jornal The Sun, da Grã-Bretanha, o  ator septuagenário comparou sua memória à de um matemático.  Também falou da sua vida emocional, confirmando que continua convictamente solteiro.

Leia um trecho da entrevista publicado pelo G1: 

Aos 76 anos e aposentado das telas dos cinemas, Jack Nicholson recebeu em sua casa, em Nova York, um repórter do tabloide inglês The Sun para falar sobre a carreira de sucesso, a idade avançada e a fama de mulherengo.  O ator também  negou os boatos de que estaria com problemas de memória e, por isso, teria se afastado discretamente de Hollywood. Segundo ele,  o distanciamento existe simplesmente porque não está com vontade de atuar. E ironizou: “Tenho um cérebro de matemático”.

Conhecido por ser o rei entre os solteirões, Nicholson contou que continua apaixonado pelas mulheres, mas que não pode mais ‘avançar’ como antigamente.  “Continuo um selvagem de coração, mas atingi o meu limite. Não posso paquerar mulheres em público na minha idade. Não foi uma decisão minha, mas isso não pega bem na minha idade”, disse. “Se os homens forem honestos, concordarão em dizer que tudo o que fizeram e tudo o que fazem foi para encontrar as mulheres. Foi um dos motivos que me fez ser ator.”

“Houve momentos na minha vida que me senti estranhamente irresistível para elas. E não me sinto desta maneira agora, o que me deixa muito triste. Mas acredito que muitas das melhorias da minha pessoa chagaram com o envelhecimento e a diminuição de alguns desses poderes. Claro que algumas coisas não são muito boas, como os cabelos que caem e os cabelos que crescem. Não tenho nenhum cabelo abaixo do calcanhar, e isso, Jack, significa que você está velho. Mas agora, nos meus ouvidos, saem pelos de todos os lugares!”, brincou.

Sobre um dos maiores arrependimentos da vida, Jack Nicholson contou que lamenta não ter vivido um grande amor, apesar de ter tido um affair público com a atriz Anjelica Huston. Separados em 1989, o ator contou sobre o término. “Sou uma criança emocionalmente falando, e cometi um erro ao não saber lidar com o relacionamento. Tive absolutamente tudo aquilo que todos os homens desejariam ter, mas não posso dizer que fui bem sucedido emocionalmente. Não sei porque, mas fiz tudo o que podia. Adoraria ter um último romance, um romance real, mas sei que isso está muito fora da realidade. Entretanto, não posso negar o meu desejo. Nenhuma mulher jamais reconheceu o que falo como sendo legítimo. Elas não confiam em mim. Estou preso no que as mulheres pensam.”

Além de Michael Cane, Jack Nicholson é o único ator a ter sido indicado ao prêmio Oscar em toda década de sua carreira. Ele já ganhou duas vezes o prêmio de Melhor Ator por Um Estranho no Ninho (1975) e Melhor Impossível (1997). “As pessoas tem uma ideia de mim que não é a realidade”, disse. “Sou um ator como qualquer outro. Na maioria das vezes, pensei que outros poderiam se sair melhor do que eu. Mas eu me preocupo. Me preocupo em como vou fazer o papel e se sou capaz de fazê-lo”, contou ele.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





1 Comentários

Jarlene Melo 11 de setembro de 2013 - 11:21

Amo!

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais