fbpx

Um ar envelhecido de tanto tentar rejuvenescer

Por Maya Santana

Muita plástica, numa busca incessante pela juventude perdida

Patrícia Espírito Santo

É grande o número de pessoas, principalmente mulheres, que está ganhando uma aparência envelhecida em decorrência de uma infinidade de tentativas de rejuvenescer. Costumo levar susto na rua quando me deparo com faces completamente desfiguradas por procedimentos inadequados ou excessivos.

Confesso que, quando vejo alguém assim, tenho a maior dificuldade em desviar meu olhar. Aquela feiúra me atrai, talvez por conter um componente psicológico muito forte. Acabo classificando cada um destes rostos de um a cinco, sendo o um – “tenho que me cuidar para não ficar assim” e o cinco – “se eu estivesse assim precisaria de coragem extra para sair de casa”.

Da mesma forma, qualifico os corpos que se excedem nos exercícios físicos e complementos alimentares. Tem pessoas que não cabem dentro dos músculos e contornos que desenvolvem e acabam ficando desproporcionais. A questão é que a busca frenética pela aparência de jovem e forte vai muito além da necessidade de parecer ser aquilo que não se é de fato.

A juventude é considerada por muitos como a melhor fase da vida por ser o momento em que tudo está em aberto. É quando se escolhe a profissão que, em teoria, será o portal para ser e ter tudo o que se desejar pelo resto da vida. É quando se escolhe sem muito critério e preconceito os parceiros; namora-se por namorar, sem vontade de casar e muito menos construir família. Para isso, tem-se toda a vida pela frente. Se tudo der errado, há tempo para mudar de curso, de profissão, de namorado ou namorada. Leia mais em www.em.com.br

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

19 + quatro =