Após agressão do marido, vem o divócio de Nigella

Por Maya Santana
A apresentadora, 53 anos, e Charles Saatchi, 70, eram casados há 10 anos

A apresentadora, 53 anos, e Charles Saatchi, 70, eram casados há 10 anos

Depois de ser flagrado agredindo a sua mulher, a chef-celebridade Nigella Lawson, o milionário Charles Saatchi anunciou neste sábado a separação do casal. Em um comunicado enviado ao jornal The Mail, ele voltou a negar que tenha agredido a mulher, apesar de fotos dos dois em um restaurante de Londres mostrarem Saatchi apertando o pescoço da apresentadora com as mãos. Na época, ele afirmou que apenas “queria enfatizar um argumento” durante a conversa que estavam tendo.

“Eu sinto que fui claramente uma decepção para Nigella durante o último ano ou mais, e eu estou desapontado com o fato de ela ter sido aconselhada a não fazer comentários públicos para explicar que eu abomino qualquer tipo de violência, e nunca abusei dela fisicamente ou de qualquer outra forma”, disse. “As fotografias tiradas no restaurante poderiam igualmente ter sido da Nigella agarrando o meu pescoço para ter a minha atenção – como, aliás, ela já fez no passado.”

Nigella chorando, depois de o marido ter apertado a garganta dela

Nigella chorando, depois de o marido ter apertado a garganta dela

Em junho, o tabloide britânico Sunday Mirror publicou fotos em que Nigella saía chorando do restaurante depois de o marido ter apertado seu pescoço e seu nariz. Em entrevista ao jornal britânico The Evening Standard, Saatchi tentou se defender: “Cerca de uma semana atrás, estávamos em um restaurante debatendo intensamente sobre as crianças e eu segurei o pescoço de Nigella repetidamente em uma tentativa de enfatizar um argumento”. Apesar de negar a agressão, o milionário aceitou uma advertência da polícia por agressão.

O filho do primeiro casamento de Nigella, Bruno Paul, de 17 anos, foi apontado como o motivo da briga que levou à agressão no restaurante. Uma fonte próxima do casal revelou ao jornal Sunday Express que Saatchi não queria mais que Bruno morasse com eles.  (Fonte: Veja)

 


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais