fbpx

Aprovado 1º remédio para menopausa sem hormônio

Por Maya Santana

Os incômodos da menopausa afetam 70% da população feminina

Os incômodos da menopausa afetam 70% da população feminina

O órgão regulador da indústria farmacêutica nos Estados Unidos aprovou o primeiro remédio não hormonal para tratar dos males da menopausa, oferecendo uma nova alternativa de tratamento para milhões de mulheres.

Os incômodos da menopausa afetam 70% da população feminina durante o período do climatério e levam a uma queda da significativa da qualidade de vida, segundo a Organização Mundial de Saúde.

Os incômodos femininos da menopausa se caracterizam pela sensação de calor no rosto, corpo e seios. O novo medicamento poderá estar no mercado até novembro, informou a empresa farmacêutica Noven, que desenvolveu o fármaco, segundo reportagem do jornal espanhol El País.

O medicamento desenvolvido pela Noven será comercializado com o nome Brisdellee. Ele contém doses baixas de um antidepressivo composto de paroxetina – inibidor seletivo da serotonina (neurotransmissores encontrados em várias regiões do sistema nervoso central que têm relação direta com o estado de ânimo).

“Existe um número significativo de mulheres que sofrem incômodos durante a menopausa e que não podem tomar hormônios ou não querem tomar remédios que contenham hormônio”, disse por meio de comunicado o médico Hylton Joffe, diretor da área de reprodução e urologia da  Food and Drug Administration, a agência americana que regula o mercado de remédios e alimentos. Leia mais no Estadão.

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentários

Avatar
Déa Januzzi 2 de julho de 2013 - 20:38

Bem-vindo!!!!

Responder