fbpx

Horário de verão: “Aproveite o dia de 25 horas”

Por Maya Santana

Atrasando os relógios em uma hora, vamos ter um sábado com 25 horas

Atrasando os relógios em uma hora, vamos ter um sábado com 25 horas

O início do Horário de Verão divide as pessoas: há aquelas que gostam e aquelas que detestam. Mas o fim do Horário de Verão é comemorado pelos dois lados.  Uma comemoração que vai se repetir neste sábado, quando vamos poder, mais uma vez, atrasar os relógios em uma hora.  Como afirma o médico ouvido pelo jornal Zero Hora neste artigo, teremos “um dia de 25 horas”. Ôba!

Leia o artigo:

O horário de verão, que teve início em 20 de outubro de 2013, termina neste fim de semana no Distrito Federal e outros dez estados. À meia-noite de sábado, dia 15, para domingo, 16 de fevereiro, os relógios devem ser atrasados em uma hora.

Veja curiosidades sobre o horário de verão

O médico Denis Martinez, da Clínica do Sono de Porto Alegre, explica que é um bom momento para as pessoas aproveitarem o ganho de tempo e colocar projetos e metas em dia, já que a mudança proporciona uma sensação de mais disposição:  ” Ao contrário da entrada do horário de verão, que rouba uma hora e deixa as pessoas sonolentas, cansadas e irritadas por uns dias, a saída cria o sonho de todo mundo, que é um dia mais longo. Como terão uma hora a mais, que aproveitem o dia de 25 horas para fazer o que gostariam.”

Segundo Martinez, os efeitos no organismo são menos sentidos do que na entrada do horário de verão: ” É só manter os horários rotineiros que já se acostuma em 24 horas. Não há estatísticas ruins. Quem não está acostumado com viagens pode sentir algum desconforto, mas é light.”

Na temporada 2013/2014, o Ministério de Minas e Energia projeta que R$ 4,6 bilhões deixaram de ser aplicados em geração e transmissão nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, mais o Distrito Federal. Nos últimos 15 anos, a economia chegou a 36.327 MW em todo o Brasil, conforme levantamento obtido junto ao Operador Nacional do Sistema (ONS).

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

oito + oito =