fbpx

Área farmacêutica precisa se modernizar para Brasil frear sua dependência externa

Por Maya Santana

Sandra Passarinho entrevista o economista e pesquisador da Fiocruz, Carlos Gadelha

Sandra Passarinho, 50emais

Quem faz essa afirmação é o economista, pesquisador e coordenador do Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz, Carlos Gadelha, um dos mais importantes especialistas do setor no Brasil. Entrevistado pela jornalista Sandra Passarinho para o 50emais, Gadelha explica que a pandemia da Covid-19 escancarou a dependência tecnológica brasileira na área farmacêutica. “Noventa por cento dos insumos farmacêuticos ativos – IFA – são importados,” diz ele, referindo-se aos componentes fundamentais na produção de vacinas e de outros medicamentos. O especialista lembra a carência do país mesmo de produtos simples, como máscaras e luvas, além de respiradores.

Para Carlos Gadelha, a pandemia mostrou que temos de ter a capacidade de acompanhar o avanço tecnológico,de forma a fazer frente às novas cepas do novo coronavírus e aos desafios que o mundo vai enfrentar, como o surgimento de outras pandemias. Enquanto o Brasil sofre de todo tipo de escassez para combater o vírus, outros países conseguiram desenvolver vacinas no surpreendente período de apenas um ano. O recorde anterior era a da cachumba, que consumiu quatro anos de estudos.

“Não vamos esperar esmolas. Na hora do ‘vamos ver’, cada país cuida é de seus próprios interesses,” lembra o especialista. Ao mesmo tempo, ele diz acreditar na capacidade do Brasil de reverter essa situação, pois, “temos uma base industrial. Temos o SUS, um enorme mercado. Temos ciência e tecnologia.”

Veja a entrevista:

Veja também:

Sandra Passarinho entrevista Carlos Nobre, ambientalista respeitado mundialmente

Sandra Passarinho entrevista Dr. Mauro Schechter, um dos maiores infectologistas do Brasil

Crise no mercado de trabalho: jovens estão perdendo mais do que idosos na pandemia

Veja as dez profissões do futuro ligadas ao envelhecimento da população brasileira

Sandra Passarinho entrevista a médica e cientista da Fiocruz Margareth Dalcolmo

Sandra Passarinho: Economista quer dar maior visibilidade ao trabalho de casa, feito mais por mulheres

Sandra Passarinho entrevista o médico Alexandre Kalache sobre envelhecimento e o impacto da pandemia nos mais velho

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca enviaremos spam! Leia nossa Política de privacidade para mais detalhes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais