Câmara Municipal recua e Santa Luzia aplaude

Por Maya Santana
O plenário da Câmara ficou lotado de manifestantes

Plenário da Câmara lotado de manifestantes – Fotos: Luiz Fernando Ferreira

Maya Santana

A população de Santa Luzia  deu uma bela demonstração de cidadania ao comparecer em número expressivo,  na noite desta terça-feira, à sede da Câmara Municipal. Sua presença maciça, com certeza, pesou na decisão do presidente da Câmara de arquivar  o projeto lei, enviado pelo prefeito, que previa o fim da obrigatoriedade do diploma de curso superior para o cargo de diretora de escola municipal. Seria um terrível retrocesso se o projeto se tornasse lei. Prevaleceu o bom senso.  E todos saíram vitoriosos.

Professores, diretores, donas de casas, mães e pais de crianças em idade escolar, pequenos empresários, jornalistas, estudantes, aposentados…. todo mundo estava lá, mostrando, de maneira clara, que a união realmente faz a força.  O que se viu ontem nas dependências lotadas  da Câmara foi o começo de um movimento fantástico, que só fortalece os moradores desta maltratada cidade. A única linguagem que os políticos entendem é essa : a mobilização popular,  o povo unido defendendo seus direitos.  Nâo há arma mais poderosa  contra a arrogância do político.

Câmara SL2

Quando os meninos do Movimento Passe Livre saíram às ruas pela primeira vez em São Paulo,  naquele sábado, 15 de junho, exigindo a revogação do aumento de 20 centavos no  preço da passagem do ônibus municipal, não sabiam que estavam inaugurando um novo Brasil.  A partir dali, com a população  d e olho e ativa, o ato de governar no país sofreu  uma revolução. Nenhum governante, seja em nível municipal, estadual ou federal, conseguirá mais enfiar goela abaixo da população  o que esta mesma população não estiver disposta a aceitar. O canal de comunicação com as autoridades agora é as ruas.

Chamou a atenção ontem na Câmara Municipal e cercanias o número de policiais. Várias  viaturas, com policiais que se revelaram extremamente educados e corteses. Apesar do número de pessoas presentes, tudo transcorreu com tranquilidade, com a civilidade que se espera de quem estava ali pedindo mais atenção com a educação.  Assim que a sessão foi suspensa, por volta das 8h da noite, as pessoas se dispersaram. Confiantes.

A próxima batalha será garantir a abertura do Hospital de São João de Deus, fechado há várias semanas por questões burocrático-financeiras. É inadmissível que uma cidade de mais de 250 mil habitantes mantenha o seu único hospital sem funcionar, com tanta gente tendo que se deslocar para buscar assistência em Belo Horizonte.  Chegou o momento de administrar pensando no bem da maioria. É isso que este novo Brasil exige!

Leia também: Um jeito de governar que o Brasil não aceita mais


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





1 Comentários

Toninho Reis 15 de agosto de 2013 - 00:41

Maravilha, agora eh ir a luta ,para outros detalhes de emergencia ,como vc disse .o Hospital Sao J de Deus, vamos a Luta Luzienses unidos colocaremos esta cidade em orden, abracos aos meus conterranios…

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais