fbpx

Carreira: vários papéis, várias competências

Por Maya Santana

A avó, com toda a sua experiência de vida, pode se tornar uma melhor empreendedora

A avó, com sua vivência, pode se tornar melhor empreendedora

Com a preocupação de apoiar suas leitoras no universo profissional, o blog 50emais fez uma parceria com a Rede Aptta, organização voltada para potencializar os talentos femininos. Queremos destacar que novos caminhos profissionais e pessoais estão abertos para as mulheres que já cruzaram a fronteira dos 50 anos, estimulando-as a buscar uma outra dimensão para esse ciclo da vida. O texto a seguir é fruto dessa parceria, que faz parte do nosso esforço de participar de forma mais intensa da vida dos internautas que nos acompanham.

Juliana Andrade e Adriana Fantoni

Que a mulher desempenha vários papéis ao longo da sua vida, muitos deles ao mesmo tempo, não é novidade. Mas, com que frequência paramos para pensar nas competências que desenvolvemos ao desempenhar cada um deles?

A Teoria de Papéis, de Jacob Levy Moreno, médico, psicólogo e filósofo, criador do psicodrama, define papel como sendo “a forma de funcionamento que um indivíduo assume no momento específico em que reage a uma situação específica, na qual outras pessoas ou objetos estão envolvidos”.

Isso significa que em cada situação, uma mesma pessoa pode desempenhar um papel diferente e, para tanto, desenvolver habilidades específicas.

Mas, que relação isso tem com a carreira?

Em nossas orientações de carreira, uma das principais demonstrações dessa relação está na conciliação de papéis de mãe e profissional. A gestora, antes “boazinha” e pouco assertiva, passa a exercer melhor a sua autoridade depois da chegada dos filhos, que exigem essa habilidade.

A avó, cuja maturidade traz consigo uma liberdade de escolha e, consequentemente, uma maior propensão à assunção de riscos (afinal, ela tem pouco a perder), pode se tornar uma melhor empreendedora, arriscando abrir o negócio que sempre sonhou.

A questão aqui é se conhecer, entender a contribuição de cada papel para o desenvolvimento de competências e lançar-se a desafios, talvez ainda não imaginados. É descobrir-se melhor, mais completa e muito mais apta a fazer o que te dá prazer!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

três × cinco =