ArtigosSaúde

Colágeno. Palavra que não sai do nosso vocabulário depois dos 40

Eu estou ligada neste assunto. Em poucos meses, completo 70 anos de vida. E, recentemente, já contei aqui, tive um problema no joelho direito, diagnosticado como “artrose incipiente”. Entre os medicamentos receitados pelo ortopedista estava colágeno. Tomo todos os dias um comprimido que, me disse o médico, vai ajudar a conter o desgaste da articulação. Como você vai ver neste artigo de Sílvia Ruiz, do blog Ageless, de O Globo, o colágeno “é a “cola” que mantém o corpo firme.” E nove alimentos são fundamentais para dar ao corpo o que ele precisa para fabricar o colágeno.

Veja quais são esses alimenttos:

Colágeno. A palavra que parece que não sai mais do nosso vocabulário depois dos 40. A gente associa diretamente essa proteína produzida pelo nosso próprio corpo à firmeza da pele porque é o que a gente vê, mas ela também é responsável por manter nossos tendões, cartilagem e tecido conjuntivo em ordem. Podemos dizer que é a “cola” que mantém o corpo firme.

Sempre que eu mostro minha rotina de alimentação e suplementação no Instagram (me siga lá também @silviaruizmanga) chovem questões se isso seria mesmo necessário. Comer ou suplementar? Eis a questão! Quando a gente fala em colágeno, essa é uma dúvida frequente.

O fato é: a partir dos 30 anos nossa capacidade de produzir o colágeno diminui (a gente não come ou toma colágeno, mas, sim, os aminoácidos e nutrientes necessários para o corpo fabricá-lo). Além disso, outros elementos ambientais também colaboram para a degradação da proteína, como radiação ultravioleta do sol, poluição, estresse oxidativo e cigarro. E, após os 45, 50 anos, essa queda se acentua ainda mais, portanto, a gente tem que redobrar os cuidados.

Leia também: O médico disse que não há o que fazer pelo meu joelho. Mas há sim

O corpo usa uma série de “ingredientes” em sua “receita” para produzir o colágeno. E, mesmo que a gente faça ingestão de suplementos com aminoácidos (que são parte importante dessa receita), a fonte prioritária de matéria-prima deve vir dos alimentos. Todos os ingredientes são fundamentais, senão a produção não vai acontecer. Precisamos oferecer nutrientes como vitamina C, silício orgânico, vitaminas e minerais em geral.

Portanto, reforçar a dieta com os alimentos certos é chave, senão, ainda que você faça suplementação ou até tratamentos dermatológicos em busca de mais firmeza da pele, como laser ou os famosos bioestimuladores de colágeno, se o corpo não tiver os elementos via nutrição, você vai jogar dinheiro fora.

Não subestime o poder da dieta na qualidade da sua pele! Tudo que a gente come pode ajudar ou prejudicar o nosso amado colágeno. Inclua na sua dieta regular estes nove alimentos abaixo que, segundo o nutricionista clínico Lázaro Medeiros, especialista em genômica nutricional, vão dar ao o que o corpo o que ele precisa para fabricar o colágeno:

1. Frango – Muitos suplementos de colágeno têm o frango como fonte de aminoácidos. Então nada melhor do que comer essa fonte de proteína no dia a dia com frequência (além do mais ela tem o benefício de ser baixa em gorduras).

Leia também: Médicos dão 10 dicas para amenizar os sintomas da menopausa

2. Clara de ovo – A clara é uma fonte rica de prolina, um dos ingredientes importantes na produção do colágeno.

3. Frutas cítricas e tropicais – Outro ingrediente importante na produção do colágeno é a vitamina C, abundante em frutas como limão e laranja. Outras fontes boas são frutas tropicais como manga, kiwi, abacaxi, goiaba e acerola. A vitamina C tem um papel importante também na qualidade do colágeno: deixa ele mais firme e saudável. A laranja e a tangerina são também boas fontes de silício, outro nutriente importante para o colágeno.

4. Feijão e lentilha + arroz – O nosso adorado feijão contém aminoácidos necessários para a síntese do colágeno, além de ser rico em cobre, outro nutriente importante na equação. A lentilha também é rica em proteínas. A combinação do arroz com o feijão oferece todos os aminoácidos que o corpo necessita, fica super completo.

5. Semente de linhaça – Fonte poderosa de ômega 3, que ajuda na elasticidade da pele. Também é fonte de tiamina, manganês e magnésio.

Leia também: Quatro hábitos que aceleram o envelhecimento

6. Folhas verde escuras – Fonte de vitaminas A, C e K, ferro, cálcio e magnésio. Além de serem incríveis fontes de fibra para a dieta também.

7. Castanha de caju, castanhas e nozes – A castanha de caju contém zinco e cobre, ambos nutrientes que são necessários para a produção. Não precisa abusar da quantidade, já que também é calórica, mas um pouco por dia já é suficiente. Já as castanhas e nozes são fonte de silício, outro nutriente usado na síntese do colágeno.

8. Quinoa – É um alimento de alto valor biólogo, contém todos os aminoácidos essenciais que o nosso corpo precisa. Ela também é fonte de cálcio, ferro, ácidos graxos, ômega 3 e 6 e zinco. Dica: substitua o trigo por quinoa na receita de tabule ou de quibe de forno. 9. Alho O enxofre é crucial para a produção do colágeno, e o alho é uma ótima fonte dele, além de conter taurina e ácido lipólico, que ajudam a reparar fibras danificadas.

9. Alho – O enxofre é crucial para a produção do colágeno, e o alho é uma ótima fonte dele, além de conter taurina e ácido lipólico, que ajudam a reparar fibras colágenas danificadas.

Leia também: Uma em cada quatro mulheres acima dos 50 pode ter osteoporose

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca faremos spam! Dê uma olhada em nossa Política de Privacidade para mais informações.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

Botão Voltar ao topo