fbpx

Com tudo em cima (depois dos 50 anos)

Por Maya Santana

As pessoas mais felizes com a aparência, segundo a pesquisa, tinham 50 e 60 anos

As pessoas mais felizes com a aparência, segundo a pesquisa, tinham 50 e 60 anos

Os brasileiros cinquentões e sessentões são os mais satisfeitos com a aparência física. É o que mostra pesquisa divulgada por Veja.com, feita com 27 mil homens e mulheres de todo o mundo, com idade a partir de 15 anos. De acordo com o estudo, “De todas as faixas etárias avaliadas, as mais felizes com a aparência tinham 50 e 60 anos.”

Leia os detalhes da pesquisa no artigo de Carolina Melo:

A maturidade parece vir acompanhada de uma boa dose de confiança. Um estudo exclusivo coordenado pela empresa alemã Gfk, especializada em pesquisas de mercado, avaliou o nível de satisfação com a aparência física de 27 000 pessoas em 22 países. A pergunta foi simples: como você se sente quando se olha no espelho e analisa todos os seus aspectos físicos juntos? A resposta, entre os brasileiros, foi surpreendente.

De todas as faixas etárias avaliadas (as pessoas tinham idade a partir dos 15 anos), as mais felizes com a aparência tinham 50 e 60 anos. Em contrapartida, os jovens com menos de 20 anos são os que estão menos felizes com o que vêm. Diz Eliana Lemos, diretora de oportunidade de marketing e inovação da Gfk: “Os resultados surpreendem, pois é comum pensarmos que as pessoas estariam mais insatisfeitas com os sinais naturais do envelhecimento”.

O resultado da pesquisa tem como base fundamental o salto da expectativa de vida no país ocorrido recentemente. De acordo com o último levantamento do IBGE, o brasileiro hoje vive, em média, 74,9 anos — quase quatro anos a mais em relação aos últimos dez anos. O estilo de vida dos cinquentões e sessentões brasileiros também mudou. Pesquisas mostraram que homens e mulheres com mais de 60 anos gastam 10% a mais em compras de artigos relacionados à estima e à saúde, como procedimentos estéticos, assessórios de roupas, maquiagens e cabeleireiros, em relação aos mais jovens.

O trabalho mostrou também que os brasileiros como um todo estão em paz com a estima. Dos 22 países analisados, o Brasil ficou em terceiro lugar na questão “estar satisfeito com a aparência física”, atrás apenas do México e da Turquia. Coincidência ou não, o Brasil é vice-líder em outra categoria: das cirurgias plásticas – fica atrás apenas dos americanos. O levantamento mais recente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica mostrou que, em apenas um ano, são realizados 1,5 milhão de procedimentos cirúrgicos, dois terços por razões estéticas.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





2 Comentários

Jacqueline Souki 27 de julho de 2015 - 00:11

Adorei conhecer este site e ler o conteúdo que vocês produzem! Parabéns!

Responder
Cleide Giora 22 de julho de 2015 - 10:50

Estou bem contente sim, estou quase com 57 anos, e nunca fui muito ligada em correr atrás da idade, convívio bem com minhas etapas de vida!
Mas vale salientar, que sou mãe de 3 filhas, de 33, 31 e 22 anos as duas mais velhas já se submeteram a procedimentos clínicos para melhorar a aparência! Não foram incentivadas, porém não as impedi, isso as fizeram bem mais felizes!!
Meus gastos são sempre com saúde, tratamentos alternativos e viagens!!
Não condeno quem procura a cirurgia plástica para se sentir melhor!!

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais