fbpx

Como Gil, Caetano e Milton, Paulinho chega aos 70

Por Maya Santana

O cantor nasceu no Rio de janeiro, em 12 de novembro de 1942

Da voz e do violão do carioca Paulo César Batista de Faria saem, há mais de cinco décadas – quando começou a compor – algumas das letras e melodias mais aveludadas e melhor elaboradas do samba. Algo que garantiu há tempos ao músico, mundialmente conhecido como Paulinho da Viola, vaga no seleto hall dos grandes da música brasileira.

A partir do próximo dia 12 ele integrará outro clube, mais inusitado, o de lendas vivas da canção tupiniquim a completarem 70 anos neste 2012 – Caetano Veloso, Gilberto Gil e Milton Nascimento lhe fazem companhia. Paulinho nasceu no Rio de Janeiro que tanto ama, em 12 de novembro de 1942. E foi bancário antes de se tornar músico profissional.

No início de carreira Paulinho foi parceiro de nomes ilustres do samba carioca, como Cartola, Elton Medeiros e Candeia, entre outros. Destaca-se como cantor e compositor de samba, mas também compõe choros e é um dos mais talentosos representantes da chamada Música Popular Brasileira. Veja que bonito ver o cantor interpretando “Nervos de Aço”, de Lupicínio Rodrigues:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

4 + dezoito =