fbpx

Como melhorar a aparência do rosto, sem plástica ou botox

Por Maya Santana
São 13 as medidas para melhorar o aspecto da pele e exalar mais energia

Rejuvenescimento natural através de 13 medidas, como tomar mais água

Na relação elaborada por Silvia Candano Okaña, do El País, das 13 medidas necessárias para se manter uma boa aparência, ela cita tomar mais água, dormir bem, se alimentar de maneira saudável, fazer exercício físico e até manter relações sexuais três vezes por semana. Como se vê, o creme pode-se dispensar, mas é preciso antes de tudo muita disposição para conseguir aquela aparência de quem exala saúde.

Leia:

Não podemos parar o tempo, mas é possível melhorar nossa aparência para parecermos alguns anos mais jovens. Como? Com cirurgia plástica? Botox? Comprando cremes e mais cremes? Dedicando muitas horas à academia? Certamente não. O segredo está em modificar certos hábitos cotidianos e transformá-los em medidas antienvelhecimento. Não é fácil, mas também não é difícil: é preciso apenas se empenhar. As medidas mais eficazes, segundo os especialistas, são as seguintes:

Dormir mais. A Sociedade Espanhola de Neurologia (SEN) garante que quatro milhões de espanhóis sofrem de insônia. E o resto, embora possam fechar os olhos, ficam assistindo televisão até tarde apesar de ter que madrugar no dia seguinte. É evidente que nos faltam horas de sonho (entre sete e oito horas é o necessário, segundo Javier Portas, chefe do Serviço de Neurofisiologia e da Unidade de Sono no Hospital Universitário La Ribera, Alzira).

Essa carência acaba envelhecendo o nosso rosto. Foi o que demonstrou uma pesquisa científica da fabricante de cosméticos Estée Lauder, realizada em 2013 nos hospitais universitários do Case Medical Center (Ohio, EUA). Segundo suas conclusões, a pele das pessoas com insônia apresenta uma menor capacidade para se recuperar da exposição diária ao sol que a das pessoas que dormem as horas que precisam. Como consequência, as primeiras apresentam mais sinais de envelhecimento precoce que as segundas. A isso se soma o fato de que a falta de sono diminui a produção de estrogênio e progesterona, hormônios que ativam os mecanismos naturais de reparação da pele, como afirma Kevin Pinski, dermatologista que possui uma clínica própria em Chicago. Para evitar esses estragos, devemos tentar dormir mais cedo e tirar um cochilo sempre que nosso horário de trabalho permitir.

Seguir a dieta mediterrânea. A alimentação é outro fator que influi em nossa aparência: a falta de vitaminas reduz a luminosidade, e o consumo excessivo de gorduras nos faz ganhar quilos e parecer ter alguns anos a mais. Um estudo da Universidade de Harvard, publicado em dezembro de 2014 na revista British Medical Journal, realizou uma pesquisa que consistia em controlar a saúde de 4.676 enfermeiras durante 10 anos e avaliar a influência de sua dieta nos telômeros (as extremidades dos cromossomos, que protegem os códigos genéticos). O resultado não deixou dúvidas: aquelas que seguiam a dieta mediterrânea tinham telômeros mais longos e saudáveis; ou seja, se mantinham geneticamente mais jovens. Conclusão? Para que os anos não nos ganhem (nenhum alimento rejuvenesce, trata-se de evitar a aceleração do envelhecimento), devemos aumentar o consumo de frutas, verduras, legumes e azeite de oliva e diminuir as frituras, os doces e a carne vermelha. “Outro benefício de consumir mais alimentos verdes é que sua fibra dificulta a adesão da placa aos dentes, o que os mantêm mais brancos, outro detalhe que nos faz parecer mais jovens”, ressalta Rosario Mateo Vic, farmacêutica e diretora do Centro de Saúde e Beleza Espacio Simpatía, em Madri. “Mas temos que procurar comer com pouco sal. Ele não é necessário, porque o sal contido nos alimentos já é suficiente para que nosso organismo funcione bem, e seu abuso favorece a retenção de líquidos e a formação de bolsas debaixo dos olhos, o que envelhece nosso aspecto”, argumenta a especialista.

Beber muita água. Até três litros diários é o que recomendou a jornalista Sarah Smith no jornal Daily Mail, em 2013, após realizar um curioso experimento. Ela passou um mês bebendo os três litros de água diários aconselhados pelos especialistas e os resultados que obteve foram espetaculares: comparando duas fotografias suas, uma de antes do experimento e outra de depois, se podia observar claramente que a diferença entre uma e outra era nada mais, nada menos, que 10 anos. Na segunda imagem ela aparecia sem olheiras, bolsas ou manchas na cara, tinha menos marcado o sulco nasogeniano e sua pele estava muito mais luminosa. Não é mais fácil beber água do que fazer um lifting? Clique aqui para ler mais.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca enviaremos spam! Leia nossa Política de privacidade para mais detalhes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





3 Comentários

Jorge Brizida 6 de agosto de 2015 - 09:29

Eu recomendaria dieta, mas não a do mediterrâneo pois caso pesquisem um pouco, descobrirão que está é uma verdadeira farsa.

Responder
geralda izabel romero da silva 1 de agosto de 2015 - 15:08

Muito útil gostei muito!

Responder
cristina 17 de julho de 2015 - 22:31

Amei

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais