fbpx

Como você gostaria de estar ao chegar aos 70?

Por Maya Santana

[tribulant_slideshow gallery_id=”56″]
Imagens de pessoas que já passaram dos 70 anos e estão super ativas

“Como você gostaria de estar quando tiver 70? É o título do livro do fotógrafo russo Vladimir Yakovlev, sobre pessoas que vêm desafiando o tempo, vivendo plenamente depois dos 70/80 anos. As fotos são fantásticas como esta abaixo, da alemã Johanna Quaas, caminhando para os 87 anos, considerada a ginasta mais velha do mundo. Ela começou a praticar o esporte muito cedo, em 1934, e nunca parou. Dá gosto ver.

Johanna Quaas, 92, a atleta mais velha do mundo

Johanna Quaas, 86, a atleta mais velha do mundo

Leia o artigo publicado pelo Zero Hora:

Para quem diz que o processo de envelhecimento é o declínio das capacidades físicas e das funções cognitivas, Vladimir Yakovlev responde com o projeto The Age of Happiness. Desde 2011, o fotógrafo russo documenta em todo o mundo as histórias das pessoas que desafiaram as expectativas que o processo de envelhecimento impõe. Tudo o que viu está registrado no livro e na página que levam o mesmo nome do projeto e as histórias foram parar no livro “How would I like to be when I am 70?” (Como você gostaria de estar quando tiver 70?)

– Não acredito que aqueles que dominam o segredo da longevidade e juventude vivem isolados em cavernas ou mosteiros. Essas pessoas vivem entre nós e precisamos aprender com eles um modo de vida que parece absolutamente fantástico – disse,

No livro, a imagens e histórias de pessoas como a ginasta Johanna Quaas, de 86 anos, e do professor de dança e Yoga Tao Porchon-Lynch, de 93 anos.

A ideia de Yakovlev era registrar a vida de pessoas com mais de 50 anos, na verdade. E assim conheceu pessoas que vivem de movo “mais brilhante, interessante e divertido” do que um jovem.

– Eles não têm medo de se reinventar e realizar seus sonhos. Esse é um projeto sobre um novo estilo de vida, que poucos conhecem. A vida depois dos 50 não é o início da degradação do corpo, mas o início de uma etapa para desenvolver todo o potencial que não tiveram oportunidade quando eram mais novos.

O projeto pode ser acompanhado na página do Facebook do projeto The Age of Hapiness.

Confira alguns personagens registrados Yakovlev:

Como DJ, Ruth Flowers faz vários shows por mês

Como DJ, Ruth Flowers faz vários shows por mês

Ruth Flowers tinha 58 anos quando seu marido morreu. Apesar de amar sua vida de aposentada numa cidade turística de Portugal, um dia depois da perda, tudo lembrava o marido e a deixava triste. Decidiu movimentar e mudar tudo. Se tornou DJ. Hoje, aos 72 anos ela faz vários shows por mês.

Lloyd Kahn, 65,

Lloyd Kahn, 65, aprender a andar de skate já sexagenário

Aos 65 anos, Lloyd Kahn decidiu que tinha chegado o momento de aprender a andar de skate. Ele subiu na prancha pela primeira vez, caiu imediatamente e machucou a mão. Passou a usar equipamento completo de proteção: joelheiras, cotoveleiras, capacete, protetores de pulso. E continuou.
Foto: Vladimir Yakovlev/Rex

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

cinco × 1 =