fbpx

Comportamentos que aceleram o envelhecimento

Por Maya Santana

É preciso prestar atenção principalmente à alimentação e outros hábitos nocivos

É preciso prestar atenção principalmente à alimentação

Você está envelhecendo mais rápido do que se espera na sua idade? Pode ser hora de avaliar algumas de suas rotinas diárias. Os alimentos que você consome, e até a maneira como você os consome (como tomar bebidas com canudinho!), podem estar acelerando o seu processo de envelhecimento.

Você é multitarefa?
Se a sua lista de afazeres parece nunca ter fim, o cansaço dessa rotina vai refletir na sua aparência. Culpa do estresse, que força a liberação de radicais livres, moléculas que danificam as células responsáveis pela manutenção da juventude. Raymond Casciari, diretor médico de St. Joseph Hospital, em Orange, Califórnia, ensina que em vez de tentar fazer tudo ao mesmo tempo, o correto é se concentrar em uma tarefa de cada vez e só seguir em frente depois de terminá-la.

Você não dispensa a sobremesa
As principais proteínas envolvidas na elasticidade e rigidez da pele são o colágeno e a elastina. Com o passar dos anos nosso organismo reduz a produção dessas proteínas favorecendo a formação de rugas e redução do tônus muscular. Os açúcares refinados (não somente o açúcar branco, mas alguns produtos industrializados que vêm com nomes fantasiados como: xarope de glicose, açúcar invertido, maltodrextrina etc) possuem um alto índice glicêmico, ou seja, são açúcares que exigem mais da insulina para serem metabolizados. Nesse processo, eles se tornam responsáveis por modificar a estrutura da proteína, cuja produção já está reduzida, acelerando ainda mais o envelhecimento.

Você não consegue dormir mais de cinco horas por noite
A dermatologista Anamélia Frizzera aponta que os hormônios do crescimento (GH), sintetizados durante o sono renovam as células mortas do corpo. E, segundo Drauzio Varella, o ideal para se recompor costuma ser em média de seis a oito horas por dia. “Além de descanso e disposição, uma boa noite de sono pode proporcionar uma melhora na pele. É durante a noite que as células se renovam, descansam, organizam suas funções, reparam e reequilibram os estragos do dia, como efeitos do sol, vento e poluição”, diz Anamélia. Segundo ela, outro hormônio produzido à noite é melatonina, que tem ação antirradical livre – ou seja, previne o envelhecimento. “Até no cabelo uma boa noite de sono tem efeitos positivos”, afirma. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

onze + dois =

3 Comentários

Avatar
Odete Maria Ferreira 30 de abril de 2016 - 07:38

Olá, gostei muito da matéria e gostaria de saber mais sobre o sono, obrigada.

Responder
Avatar
Marlene 27 de abril de 2016 - 20:43

Olá gostei muito da matéria! tento fazer um pouco , como alimentação, não bebo, faço exercício físico, e não sabia que temos que dormir melhor e não comer doces que eu adoro, vou ter que mudar.

Responder
Avatar
Sandra 26 de abril de 2015 - 23:47

Adorei a matéria !!!

Responder