Crises de enxaqueca aumentam na menopausa

Por Maya Santana
Há meios de se evitar as terríveis dores de cabeça

Há meios de se evitar as terríveis dores de cabeça

Eu nunca tive, mas várias amigas com mais de 50 anos sofrem com as horríveis dores de cabeça. Agora, vem esta pesquisa mostrar que realmente as crises de enxaqueca aumentam com a menopausa. As amigas reclamam muito, dizendo que só quem sente as tais dores – algumas ficam no quarto escuro, pois não suportam a claridade – sabe o horror que é. Segundo especialistas, a queda de estrogênio, que ocorre com a menopausa, pode explicar a maior incidência das crises. A boa notícia é que se pode identificar o que provoca a enxaqueca e, assim, evitá-los.

Leia o artigo publicado pela revista Veja:

Uma nova pesquisa confirma o que as mulheres relatam na prática: crises de enxaqueca tendem a piorar depois da menopausa e nos anos anteriores a ela, período chamado perimenopausa. O estudo será apresentado nesta quarta-feira no encontro anual da Sociedade Americana da Dor de Cabeça, que acontece em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Participaram da pesquisa 3.600 mulheres com idades entre 35 e 65 anos. Em um questionário, elas responderam se estavam na menopausa e se sofriam de crises de enxaqueca — no caso afirmativo, relataram a frequência dos episódios. A dor era considerada de alta frequência quando se manifestava dez ou mais vezes por mês.

As voluntárias foram, então, divididas em três grupos: as que estavam na pré-menopausa (quando começa a queda acentuada da fertilidade, a partir dos 35 anos), na perimenopausa (período compreendido entre dois a três anos antes da última menstruação e até um ano depois dela) e na pós-menopausa. Segundo os pesquisadores, 8% das mulheres na pré-menopausa relatavam crises frequentes de enxaqueca, ante 12,2% das que estavam na perimenopausa e 12% na pós-menopausa.

“Mulheres com enxaqueca têm mais probabilidade de apresentar suas crises alguns dias antes e durante a menstruação, quando há uma queda nos níveis de estrogênio e progesterona. Por isso, parece paradoxal que a enxaqueca aumente quando os ciclos menstruais começam a falhar (na perimenopausa)”, diz Richard Lipton, coautor do estudo e professor da Faculdade de Medicina Albert Einstein, nos Estados Unidos. Mesmo assim, os estudiosos acreditam que a queda de estrogênio explica o aumento dos episódios de dor na perimenopausa e na menopausa. Clique aqui para ler “Identifique e evite o que desencadeia a enxaqueca”.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais