fbpx

Dez brasileiras que todo brasileiro deveria conhecer melhor

Por Maya Santana

Conhecida como a "Heroína dos Dois Mundos", Anita Garibaldi foi o nome adotado por Ana Maria de Jesus Ribeiro,  a aguerrida companheira do revolucionário Giuseppe Garibaldi. Durante a Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos, Garibaldi, a serviço da República Rio-Grandense, conheceu Anita,[ que se apaixonou e decidiu lutar pela independência gaúcha e de outros territórios. Anita seguiu Garibaldi em seus combates em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Uruguai  e Itália.

Conhecida como a “Heroína dos Dois Mundos”, Anita Garibaldi foi o nome adotado por Ana Maria de Jesus Ribeiro, a aguerrida companheira do revolucionário Giuseppe Garibaldi. Durante a Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos Garibaldi, a serviço da República Rio-Grandense, conheceu Anita,[ que se apaixonou e decidiu lutar pela independência gaúcha e de outros territórios. Anita seguiu Garibaldi em seus combates em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Uruguai e Itália.

Maya Santana, 50emais

Veja que coisa mais interessante. A BBC Brasil divulgou uma nota sobre a matemática alemã Emmy Noether que, no início do século 20, só conseguiu fazer um curso superior desafiando as universidades da época. O ano era 1903. E o pais, a Alemanha, já tão à frente em relação a outros países, mas ainda fechada aos direitos das mulheres. Einstein se referiria, mais tarde, a Emmy como “genial”, por sua contribuição para a física. Assim que a leitura da nota terminou, ouvintes começaram a ligar, sugerindo o nome de mulheres brasileiras que deveriam ser melhor estudadas nas escolas. Entre as muitas que os ouvintes sugeriram, a BBC Brasil selecionou as 10 mais citadas.

 A goiana Cora Coralina, pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, foi poetisa e contista. Considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras, ela teve seu primeiro livro publicado em junho de 1965, quando já tinha quase 76 anos de idade

A goiana Cora Coralina, pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, foi poetisa e contista. Considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras, ela teve seu primeiro livro publicado em junho de 1965, quando já tinha quase 76 anos de idade

Concordo com a seleção, embora, é lógico, a lista não é completa, porque há inúmeras outras mulheres de estatura maior que o Brasil deveria conhecer melhor. Conhecemos muito mal a nossa História. E sabemos menos ainda de muitas das mulheres extraordinárias que ajudaram a edificar o país. As escolhidas pela BBC são as seguinte: Cora Coralina, Irmã Dulce, Lina Bo Bardi, Maria Quitéria, Clementina de Jesus, Nise da Silveira, Zilda Arns, Anita Garibaldi, Tarsila do Amaral e Chiquinha Gonzaga.

1822, quando Maria Quitéria se alistou no Batalhão de Voluntários de D. Pedro I! Na luta pela Consolidação da Independência na Bahia, o soldado Medeiros, bravo e audaz, era na verdade Maria Quitéria de Jesus

1822, quando Maria Quitéria se alistou no Batalhão de Voluntários de D. Pedro I! Na luta pela Consolidação da Independência na Bahia, o soldado Medeiros, bravo e audaz, era na verdade Maria Quitéria de Jesus

Interessante notar que a relação dos 10 nomes sugeridos pelos leitores-ouvintes da BBC Brasil é constituída de mulheres de diferentes profissões, das mais diversas áreas do conhecimento. Clique aqui para ler a reportagem completa.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

dezenove − seis =