fbpx

Eduardo Galeano declama sua própria poesia

Por Maya Santana
O jornalista e escritor uruguaio morreu no último dia 13, aos 73 anos de idade

O jornalista e escritor uruguaio morreu no dia 13, aos 73 anos

Foi a minha irmã, Lisa Santana, quem me mandou este vídeo de Eduardo Galeano, o jornalista e escritor uruguaio, autor de “As Veias Abertas da América Latina”, morto no dia 13 de abril, de câncer no pulmão, aos 73 anos de idade. Seu desaparecimento tão cedo deixou seus milhões de admiradores inconsoláveis com a perda. Restou o trabalho de Galeano. É muito bonito vê-lo recitando a própria poesia: “O medo ameaça: se você ama, terá Aids; se fuma, terá câncer; se respira, terá poluição; se bebe, sofrerá acidentes; se come, terá colesterol; se fala, terá desemprego; se caminha, terá violência; se pensa, terá angustia; se duvida, terá loucura; se sente, terá solidão.”

Veja:

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

2 Comentários

Avatar
Maura Maciel 21 de abril de 2015 - 16:15

Ouvir Eduardo Galeano foi um presente neste feriado. Obrigada.

Responder
Avatar
Lisa Santana 20 de abril de 2015 - 16:05

Pois é, Maya, Galeano também se foi. Mais um. E a América Latina ficou mais pobre.

Responder