fbpx

Ela mudou a alimentação da família e curou o câncer do marido

Por Maya Santana

Viviane  trabalhava como advogada. Largou tudo para cuidar do marido doente

Viviane trabalhava como advogada. Largou tudo para cuidar do marido

Maya Santana, 50emais

Este artigo, publicado pelo Uol, me interessou muito, porque sou uma das que acreditam que saúde se faz com alimentação saudável. Sou grande crítica dos refrigerantes, batatas fritas em pacote(salgadíssimas), sanduíches dessas redes de lanchonete de comidá-rápida (fast food): não alimentam e provocam doenças. Na contra-mão de tudo isso, uma advogada, ao saber que o marido estava com câncer no intestino, decidiu abandonar seu trabalho e dedicar-se a mudar os hábitos alimentares do marido, dela própria e dos três filhos. Passou a produzir pratos para a família com muitos legumes, hortaliças, frutas e peixes. Cortou o açúcar, as farinhas brancas e refinadas, o glúten e a lactose. Foi a forma que encontrou de ajudar o parceiro a combater a doença. O sucesso da empreitada foi tamanho que ela não só conseguiu curar o marido, como mudou de profissão. Tornou-se nutricionista. Suas receitas bombam nas redes sociais.

Leia o depoimento que Viviane Almeira, 38, deu a Maria Júlia Marques, do UOL:

“Nunca fui de pensar muito na minha alimentação. Não era de me preocupar em comer muito bem. Eu até comia salada, mas também tomava refrigerante, não pensava na farinha que usava e deixava os meus filhos comerem fast-food sem questionar.

Até que, em 2014, recebemos a notícia. Me lembro até hoje, era época de Copa do Mundo quando o meu marido descobriu que estava doente. Ele foi diagnosticado com um câncer muito agressivo no intestino grosso e no fígado. Fiquei sem chão. A sensação foi como se eu tivesse caído em um buraco muito fundo. Fiquei muita angustiada e cogitando como iria frear esta doença horrível.

Eles foram comemorar a cura do câncer admirando as belezas da Itália

Eles celebraram a cura com uma viagem para a Itália

Não aceitei. A morte não seria uma opção. No meio do caos, parece que tive um estalo: vou colocar a mão na massa e ajudá-lo a matar esse tumor fazendo as comidas mais saudáveis que conseguir.

Na hora meu raciocínio foi simples, colocar coisas boas e saudáveis dentro do corpo dele para ele ter forças para reagir. Mas quando comecei a pesquisar artigos científicos e ler sobre o tema, aprendi que uma dieta saudável realmente podia ajudar a enfrentar a quimioterapia e que os alimentos têm poder de cura.

Larguei tudo e parti para uma mudança radical

Trabalhava como advogada trabalhista aqui em Cuiabá, onde moro, e parei de exercer a função. Entendi que era um momento delicado e queria estar ao lado do meu marido. Contei para ele minha ideia de ajudar a vencer o câncer a partir da nossa cozinha e ele topou na hora, não foi nada resistente e se mostrou disposto a enfrentar essa luta.

Nos jogamos de cabeça. Eu lia que farinha branca podia ser ácida, então substituía a farinha por integral. Tudo que era pobre em fibras eu evitava, investia em verduras mais escuras para ter mais nutrientes e vitaminas, troquei carne vermelha por peixe. Um dia descobri que beterraba ajudava a aumentar plaquetas, fiz vários sucos de beterraba. Tirei açúcar e só usava melado de cana e mel, foram diversas alterações na nossa dieta.*

Industrializados não entravam mais em casa. Nem uma bala a gente comia. Para me manter motivada, comecei a repetir lemas como: ‘Vamos descascar mais e desembalar menos’ e ‘Quero um prato arco-íris, todo cheio de cor e vida”.

Quem teve problema com a mudança brusca foram meus filhos, Fernando, Jhonatan e Isabella. No começo, rolou a maior resistência, eles brigavam, não queriam largar os velhos hábitos. Então tive que improvisar, o que me ajudou na criatividade, e cozinhava receitas mais gostosas, colocava castanhas no arroz para ficar mais saboroso, montava os pratos em formato de hambúrguer. Com o tempo, eles se adaptaram e hoje estão completamente saudáveis, ao menos dentro de casa.

Um milagre: meu marido se curou do câncer

Depois de oito meses de luta, recebemos a notícia de que meu marido estava curado. Na hora ele ficou paralisado, precisou de um tempo para assimilar. Diziam que o câncer não teria cura, que ele sempre teria que tratar e ele foi curado. Claro que foi preciso passar pela quimioterapia, ele fez uma cirurgia também e agarrou sua saúde de volta.” Clique aqui para ler mais.

mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm
Estamos fazendo uma campanha para tornar o 50emais ainda melhor. Clique aqui para para participar.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

cinco + oito =

3 Comentários

Avatar
Kely Medeiros 1 de fevereiro de 2018 - 01:03

Preciso contar um segredo.
Pode me escutar?

Responder
Avatar
Marluce Jager de Araújo 29 de outubro de 2017 - 17:15

Tenho uma história bem semelhante . Sou advogada, meu marido foi diagnosticado com cancer e cortou alimentos com carboidratos lactose,açúcar etc…gostaria de receber se possível sugestões de como ajuda-lo. Grata

Responder
Ela mudou a alimentação da família e curou o câncer do marido | JETSS – SITES & BLOGS 21 de julho de 2017 - 13:45

[…] post Ela mudou a alimentação da família e curou o câncer do marido apareceu primeiro em 50 e […]

Responder