fbpx

Elas vestiram-se da mesma forma: de magreza

Por Maya Santana

Nicole Kidman foi uma das que  mostraram magreza excessiva na cerimônia do Globo de Ouro

Nicole Kidman: bem fininha na cerimônia

Vanessa Barone

Curioso como a palavra “simplicidade” pode ter interpretações diferentes no  mundo da moda. Para as coleções masculinas desta temporada de outono 2013, na  Europa, simplicidade tem a ver com as belas coleções mostradas pela Prada e pela  Salvatore Ferragamo: absolutamente chiques, sem inventar mesmo nada de novo. Já  para a moda feminina, o termo “simplicidade” não se aplica às roupas – maravilhosas, como era esperado -, mas ao corpo.

A veterana atriz inglesa Helen Miren também estava visivelmente magra

A veterana atriz inglesa Helen Miren

A quase totalidade das estrelas de Hollywood que brilharam no red carpet da  cerimônia do Globo de Ouro vestiu-se da mesma forma: de magreza. Em meio a  Diors, Alexander McQueens, Marchesas e Chaneis, o que se destacou mais do que  tudo foram os corpos esguios demais. A única que tinha uma boa desculpa para  isso era Anne Hathaway, que perdeu 11 quilos para viver a prostituta Fantine, no  filme “Les Misérables”.

Tina Fey brincou que ficou semanas sem comer para caber no vestido

Tina Fey: sem comer para caber no vestido

A própria apresentadora do prêmio, Tina Fey, fez piada com o fato de ter ficado “semanas sem comer para caber no vestido”. Outras que devem ter passado por momentos de agonia foram Kate Hudson, Nicole Kidman, Jessica Alba, Emily Blunt e a veterana atriz Helen Mirren. Todas essas aparentaram estar com alguns quilos a menos até mesmo para o ideal de beleza que rege o showbiz. Se o Globo de Ouro é um ensaio para o Oscar, como dizem, o que se pode esperar para a “grande festa do cinema”? Esqueletos cobertos por seda e renda?

Michelle Dockery, atriz premiada pela série "Downtown Abbey"

Michelle Dockery, premiada pela série “Downtown Abbey”

Felizmente, nas passarelas masculinas essa tal “simplicidade” foi mais bem  traduzida em coleções de encher os olhos. Sem apelar para exageros ou para  mudanças radicais de rota, os estilistas propõem a permanência da elegância, em  sua forma mais palatável. Foi Miuccia Prada, em declaração ao jornalista Tim  Blanks, do “Style.com”, quem melhor definiu o “ar do tempo”: “A simplicidade é  algo muito difícil de conseguir. É duro tornar perfeito o que é normal e  clássico”. Mas foi justamente o que ela fez na coleção que a própria considerou  “a mais sofisticada que já criou”.

Rapazes da Prada trouxeram clima  "cinquentinha" à passarela

Rapazes da Prada trouxeram clima “cinquentinha” à passarela

Os seus rapazes trouxeram um clima “cinquentinha” à passarela, com looks bastante comportados para os padrões da Prada. Miuccia caprichou nos tecidos. Tons vivos de azul e vermelho aparecem discretamente em meio a cáquis e cinzas. A coleção traz linhas retas e privilegia o conjunto de paletó e calça descoordenados, no lugar dos costumes. O casaco 7/8 destaca-se em combinações para o dia a dia, substituindo o blazer tradicional. Calças um pouco mais curtas e rapazes com cabelos compridos e com franjas reforçaram o clima retrô.

A coleção Ferragamo veio com predominância do azul e preto

A coleção Ferragamo veio com predominância do azul e preto

A Salvatore Ferragamo foi ainda mais reducionista nas cores. A coleção mostrada  na passarela é praticamente inteira preta e azul-marinho – com as cores,  inclusive combinadas entre si. O aspecto é de puro mistério e exala poder. Há  looks para vários perfis de consumidor: do jovem motociclista, que usa a jaqueta  quadrada e mais curta, ao executivo que joga o sobretudo nos ombros. As poucas  ousadias estão em suas calças de couro, aqui, ou no poncho usado sobre um terno,  acolá. Nada que já não tenha sido visto, mas que foi tratado com preciosismo  pela casa italiana. Leia mais em http://www.valor.com.br/cultura/2969266/os-grandes-exageros-da-simplicidade#ixzz2IBjoiLl1

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

treze + oito =

1 Comentários

Avatar
monica minelli 18 de janeiro de 2013 - 11:25

Que pena que nos dias de hj ainda tem gente que passa fome por opção,,,,,deveriam viver na Biafra por opção tb, rsrsrsrsrsr

Responder