Envelhecer, albert Camus

Por Maya Santana
Quando se passa dos sessenta, são poucas as coisas que nos parecem absurdas

Quando se passa dos 60, são poucas as coisas que nos parecem absurdas

“Envelhecer é o único meio de viver muito tempo.

A idade madura é aquela na qual ainda se é jovem, porém com muito mais esforço.

O que mais me atormenta em relação às tolices de minha juventude, não é havê-las cometido…é sim não poder voltar a cometê-las.

Envelhecer é passar da paixão para a compaixão.

Muitas pessoas não chegam aos oitenta porque perdem muito tempo tentando ficar nos quarenta.

Aos vinte anos reina o desejo, aos trinta reina a razão, aos quarenta o juízo.

O que não é belo aos vinte, forte aos trinta, rico aos quarenta, nem sábio aos cinquenta, nunca será nem belo, nem forte, nem rico, nem sábio…

Quando se passa dos sessenta, são poucas as coisas que nos parecem absurdas.

Os jovens pensam que os velhos são bobos; os velhos sabem que os jovens o são.

A maturidade do homem é voltar a encontrar a serenidade como aquela que se usufruía quando se era menino.

Nada passa mais depressa que os anos.

Quando era jovem dizia:

“verás quando tiver cinqüenta anos”.

Tenho cinqüenta anos e não estou vendo nada.

Nos olhos dos jovens arde a chama, nos olhos dos velhos brilha a luz.

A iniciativa da juventude vale tanto a experiência dos velhos.

Sempre há um menino em todos os homens.

A cada idade lhe cai bem uma conduta diferente.

Os jovens andam em grupo, os adultos em pares e os velhos andam sós.

Feliz é quem foi jovem em sua juventude e feliz é quem foi sábio em sua velhice.

Todos desejamos chegar à velhice e todos negamos que tenhamos chegado.

Não entendo isso dos anos: que, todavia, é bom vivê-los, mas não tê-los.”


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





19 Comentários

Elmo Dórea 3 de junho de 2018 - 16:19

Será de Camus mesmo???

Responder
Iraci Steinhorst 11 de fevereiro de 2018 - 13:04

Maravilhoso!Adorei!Para refletirmos!Parabéns!Abração!

Responder
Antonio f reis 8 de agosto de 2017 - 13:38

Tenho 56,gosto muito dos 50 e mais e muito mais…………abç..

Responder
Celene Almas 8 de agosto de 2017 - 06:23

Como sempre o seu blog é muito gratificante…os artigos q vc posta são um bálsamo pra minha alma…os figurinos também são muito bons! Sou sua fã. beijo grande!!!

Responder
Elcia Borja 10 de agosto de 2016 - 08:20

Quanta verdade .A maturidade é tempo de continuar aprendendo a ser feliz sem culpa.

Responder
Ana Maria 30 de janeiro de 2016 - 14:58

Adorei o texto tenho 55 anos..e foi um aprendizado pra mim esse texto…obrigada

Responder
Sueli de Freitas 30 de janeiro de 2016 - 08:29

Gostei muito do seu texto muito verdadeiro com a nossa realidade!!!!!!

Responder
Marf Meurin Bertrand 29 de agosto de 2015 - 22:22

Adorei teu texto Ivone!!!! Muito certo!!!

Responder
laura 15 de agosto de 2015 - 14:14

Chegando nos 50 posso imaginar como serão os proximos 50. obrigado por tudo isto!!!

Responder
lisa santana 2 de julho de 2015 - 20:19

Maya, Déa tem razão. O 50 e Mais tá levinho. Bom de ver e ler. Parabéns!
No princípio a gente estranha, que o novo sempre é novo. Mas depois acostuma e vai achando bom. Tão bom quanto as dicas da Ivone Boechat para quem tem mais de 65. Dicas são só dicas, segue quem que.

Responder
Tereza Cabral 27 de abril de 2015 - 16:41

Gosto muito de suas postagens, Maya Santana. O que é melhor é que são coisas simples, do dia a dia, mas que fazem a diferença pra quem ler.

Abraço.

Responder
regina sales 24 de agosto de 2015 - 18:49

Eu sempre volto…e torno a voltar.. E 80 por cento deles…eu compartilho. Sabe Maya Santana…não são palavras minhas…é de uma amiga…”DE TODAS AS MULHERES QUE EU FUI, A QUE EU SOU HOJE É A QUE MAIS GOSTO”…tenho 65 anos.

Responder
Ana Lucia 25 de abril de 2015 - 20:40

maravilhoso texto, muito pertinente para o momento que estou vivendo…..

Responder
Maria Socorro Rodrigues de Oliveira 25 de abril de 2015 - 18:02

Gosto muito do que escreve muito bom. Quando se passa dos 60, são poucas as coisas que nos parecem absurda. MUITO VERDADEIRO

Responder
Regina Lucia 30 de março de 2015 - 21:17

Aceitar a velhice já está bom d+, com saúde então, melhor ainda e com amor no ❤️…. Fé em Deus, muito desprendimento, ajudando quem precisa e aproveitando cada minuto que a vida lhe oferece. O desabrochar de cada dia é uma dádiva!!!

Responder
Ana 25 de março de 2015 - 08:39

Gostei disso:” não entendo isso dos anos: que, todavia é bom vive-los, mas não tê-los.”

Responder
Heloisa Schuch 24 de março de 2015 - 00:12

Maravilhoso !!!!! Amei…muito bom !!!!

Responder
Margarida de Souza Ferraz 22 de março de 2015 - 20:34

Quanta verdade neste texto…Saber envelhecer sem sombra de duvida por si só já é uma sabedoria ….Este final de semana estive visitando minha mãe,(85 ano e eu com 63)…Nas nossas conversas ela me chama de menina e diz que ainda tenho muito o que ver e aprender,mas que só com muita postura,amor,determinação naquilo que acredito é que vou entender e ser feliz…Diz sempre para nós os filhos; vocês não precisão de muito,só ser vocês mesmos em cada etapa de suas vidas.
E hoje eu leio esse texto……..Feliz é minha mãe que a cada final de semana nos ensina com sua velhice e sabedoria .Obrigada……Margarida.

Responder
regina sales 24 de agosto de 2015 - 18:46

Margarida…amei tanto o seu comentário como o texto. Abraços

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais