Está chegando a 5ª temporada de Games of Thrones

Por Maya Santana

[tribulant_slideshow gallery_id=”80″]
Imagens dos personagens da série que é a de maior sucesso do HBO

Foi a muito querida amiga Ana Stingel quem me chamou a atenção para esta série. Ana é uma de suas maiores admiradoras. Gosta tanto que assistiu pela segunda vez os 40 episódios das quatro temporadas desta que é a série de maior sucesso do HBO. No início, achei excessivamente violenta. Tomava até susto. Mas é tudo tão incrível, tão bem feito, que acabei cooptada também. Virei fã incondicional. E, como minha amiga, não vejo a hora de começar a quinta temporada, prometida para 12 de abril.

Leia o artigo do Uol:

Caminhos se cruzam, tramas se definem e o universo de “Game of Thrones” começa a se contrair em “As Guerras que Virão” (“The Wars to Come”), primeiro episódio da quinta temporada da série campeã da HBO, que estreia mundialmente dia 12 de abril. Como o próprio George R. R. Martin, criador da saga, havia dito, as histórias paralelas dos diferentes grupos de personagens que se espalhavam pelos continentes de Westeros e Essos nos primeiros três livros das “Crônicas de Gelo” e “Fogo” –na qual a série se baseia–, começam, aqui, a se unir, revelando finalmente o desenho fundamental por trás de tudo.

David Benioff e D. B. Weiss, criadores e produtores-executivos da série, sempre fizeram um ótimo trabalho em compreender, depurar e transformar a larga narrativa de Martin em precisos episódios de TV – e a quinta temporada começa exatamente neste alto nível, estabelecendo, desde o primeiro momento, onde estão os pontos de contato que vão redefinir o drama.

Logo nas primeiras imagens, uma surpresa: estamos muitos anos atrás, no primeiro flash back que a série se permite mostrar. Tirada diretamente do texto de Martin, a cena nos leva à infância de Cersei Lannister que, curiosa em saber seu destino, vai com uma amiga procurar uma feiticeira na floresta. As respostas que ela recebe são o prólogo perfeito desta quinta temporada, e explicam muito do comportamento da personagem, agora novamente no trono como rainha regente, mas cercada de morte por todos os lados.

A partir daí, todos os personagens estão deslocados, em crise e transição. Tyrion (Peter Dinklage) está do outro lado do oceano, em Pentos, com Varys (Conleth Hill). Stannis Baratheon (Stephen Dillane) está em Castle Black com toda a sua entourage, ainda sonhando ser o Rei dos Sete Reinos (e tramando para isso). Sansa Stark (Sophie Turner) está no Vale, aparentemente resignada (ou até satisfeita) em ser a aprendiz de manipulação maquiavélica de Littlefinger (Aidan Gillen). Em uma das cenas mais significativas do episódio, os caminhos dos dois se cruzam, literalmente, com os de Brienne (Gwendoline Christie) e Podrick (Daniel Portman), empenhados na missão de achar os herdeiros do Norte, a família Stark, completamente desbaratada. Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) ainda está em Meereen, mas um de seus dragões está sumido, e os outros dois, aparentemente, não a reconhecem mais. Clique aqui para ler mais.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais