fbpx

O quadro brasileiro mais caro vendido em leilão

Por Maya Santana

“Meu Limão”, de Beatriz Milhazes, foi arrematado por US2,100 milhões, em Nova York

Beatriz Milhazes bateu novo recorde no mercado das artes plásticas. O quadro “Meu limão”, pintado pela artista carioca em 2000, foi vendido na última quarta-feira por US$ 2,1 milhões, em Nova York. Segundo o site da casa de leilões Sotheby’s, que realizou a venda, a expectativa era arrecadar entre U$ 700 mil e U$ 900 mil. Com o resultado, Milhazes volta a figurar no primeiro lugar no ranking de artistas brasileiros vivos com obra mais cara vendida em leilão.

Beatriz Milhazes, 52 anos, nasceu no Rio de Janeiro

O recorde anterior era de Adriana Varejão, com “Parede com incisões à Fontana II” vendida por US$ 1,52 milhão em 2011. Antes, a própria Milhazes segurou o posto por cerca de três anos. Em 2008, sua pintura “O mágico”, de sua autoria, foi vendida por US$1,049 milhão. Segundo o texto de apresentação da obra, Milhazes teve intenção de reverenciar um passado específico do Brasil ao batizar a obra com este nome, em homenagem à música “Meu limão, meu limoeiro”, imortalizada por Wilson Simonal nos anos 1960.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

vinte − treze =

4 Comentários

Avatar
Rafaela 2 de abril de 2013 - 00:49

ameeei

Responder
Avatar
Rafaela 2 de abril de 2013 - 00:44

Líndaaaas Ás Corees Adoreí ,

Responder
Avatar
monica minelli 20 de novembro de 2012 - 02:38

Explosão de cores,,,,, gostei. bjo

Responder
Avatar
ana maria 19 de novembro de 2012 - 11:54

Bem psicodélico o trabalho desta artista. Gosto muito.

Responder