Estrela de Eike apaga. Brilha a de Jorge Lemann

Por Maya Santana
Jorge Paulo Lemann, 73 anos, é hoje o principal empresário brasileiro

Jorge Paulo Lemann, 73 anos, é hoje o principal empresário brasileiro

A revista americana ‘Bloomberg Businessweek’ desta semana traz na capa o empresário  Eike Batista. Na matéria ,  debocha do fato de Eike ter conseguido perder praticamente toda a sua fortuna, 34,5 bilhões de dólares, no prazo de  apenas um ano. Segundo a  piada, o papa voltará em breve ao Brasil para visitar os mais pobres, entre eles Eike Batista.  Se este é um empresário em franca decadência,  seu sucessor como a principal estrela do empresariado nacional  Jorge Paulo Lemann, 73 anos, cada vez brilha mais.

Leia o artigo sobre ele publicado pelo uol:

A capa da revista americana B

A capa da revista americana Bloomberg Businessweek

O bilionário Jorge Paulo Lemann, 73, considerado o homem mais rico do Brasil, substituiu Eike Batista como o mais importante empresário do país. Destaque de diversas reportagens positivas nos principais meios de comunicação internacionais, o sócio da cervejaria AB Inbev é o “cara” do momento.

Descendente de uma família suíça, Lemann é dono de empresas conhecidas mundialmente, como a cerveja Budweiser, o Burger King e a Heinz. No Brasil, ele é sócio da Ambev, dona das cervejas Brahma, Skol e Antarctica, por exemplo. Segundo a revista “Forbes“, Jorge Paulo Lemann tem uma fortuna estimada em R$ 38,24 bilhões. Eike aparece na 52ª posição, com fortuna estimada em R$ 2,95 bilhões.

Nesta semana, a revista “Bloomberg Businessweek” publicou um artigo chamando o empresário de “herói da classe empresarial”. Lemann é citado como sinônimo de “eficiência impiedosa”.

A forma como comanda os negócios, inclusive, já havia feito o diário “Financial Times” compará-lo ao megainvestidor norte-americano Warren Buffett. Os dois são sócios na marca de molhos Heinz, num negócio que foi considerado um dos maiores da história da indústria de alimentos.

Segundo artigo do jornal “The New York Times“, feito logo após o empresário anunciar a compra da Heinz, “a participação de Lemann como grande player no cenário mundial de grandes fusões reflete a ascensão do Brasil como grande potência mundial”.

Avesso aos holofotes, o empresário não costuma dar entrevistas. Porém, o sucesso de suas empresas tem falado por ele.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais