fbpx

Estudo confirma os males do açúcar para a saúde

Por Maya Santana

descobriu-se que, mesmo em porções normais, o açúcar pode ser tóxico

descobriu-se que, mesmo em porções normais, o açúcar pode ser tóxico

Toda hora que a gente abre um jornal, uma revista ou vem à internet, vê um artigo sobre os resultados de alguma pesquisa. Seja ela sobre o que for. São tantas as pesquisas,  umas inclusive contradizendo outras, que eu fiquei descrente e não dou muita bola mais. Mas esta aqui me chamou a atenção. Primeiro, por se tratar de açúcar, um alimento comprovadamente nocivo à saúde, apesar de nossos refrigerantes e doces estarem cada vez mais doces. Segundo, porque, embora relativamente magra, sou docívora – palavra que inventei agora para denominar alguém que gosta muito de doce. Como mais doce do que devia e fico tentando me convencer a parar com este mau hábito.  Uma forma de me conscientizar e, assim, combatê-lo é ler sobre os males provocados  pelo açúcar, como esta pesquisa publicada no site da revista Veja:

“Diversos estudos já mostraram que açúcar em excesso é prejudicial à saúde, mas uma nova pesquisa fornece evidências que ele pode ser tóxico também em quantidades consideradas normais por organizações de saúde. Pesquisadores da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, analisaram os efeitos do consumo de açúcar equivalente a três latinhas de refrigerante por dia, acompanhadas de uma dieta saudável e balanceada, em um grupo de camundongos.

Apesar de não poderem ser diretamente transpostos para os seres humanos, os resultados são preocupantes: as fêmeas que receberam a dieta açucarada apresentaram uma taxa de mortalidade duas vezes maior do que o normal. Entre os machos, não houve mudança na expectativa de vida, mas sua capacidade de manter territórios e se reproduzir foi afetada. Os resultados foram descritos em um estudo publicado nessa terça-feira no periódico Nature Communications.

Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores dividiram 158 camundongos em dois grupos. Os dois foram alimentados de forma balanceada e saudável, mas um dos grupos recebeu 25% das calorias em forma de açúcar – metade glicose e metade frutose. Leia mais em veja.com.br

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

3 Comentários

Avatar
Jornalista Maria Cavalcanti 23 de agosto de 2013 - 10:43

A tradução correta para o português não é a expressão ‘carbo-hidratos’ – empregada no comentário anterior – mas sim ‘hidrato de carbono’. Em se tratando de assunto de tamanha importância, achei por bem adicionar uma corrigenda: Açúcar é fonte de energia e hidrato de carbono. Ora, hidrato de carbono é a única fonte existente de combustível alimentar capaz de sustentar o cérebro e o sistema nervoso central em seres humanos.

Responder
Avatar
Jornalista Maria Cavalcanti 23 de agosto de 2013 - 10:36

Estudos cientificos comprovam que acucar e fonte de energia e carbo-hidratos, tambem conhecido pelo nome hidrato de carbono. Ora, hidrato de carbono e a única fonte existente de combustível sustentando o cérebro e o sistema nervoso central.

Responder
Avatar
Jornalista Maria Cavalcanti 23 de agosto de 2013 - 10:27

Açúcar salva vidas! O famoso “Sôro Caseiro” feito com água potável, açúcar e sal, já salvou vidas de milhões de crianças e adultos de todas as idades, continua salvando e sempre vai salvar!

Responder