fbpx

Esvaziem os teatros. Apaguem as telas. Uma rainha morreu

Por Maya Santana

Marília Pêra

Carmem Miranda e Coco Chanel estavam à sua espera. Só não imaginavam que seria tão cedo

Elza Cataldo* –

Silêncio. Esvaziem todos os teatros. Apaguem todas as telas. De todos os tamanhos. Emudeçam os instrumentos para que ninguém possa dançar ou cantar hoje. Uma rainha morreu.

Quem mais poderá encher nossa vida de elegância, dicção perfeita, gestos graciosos e olhar matreiro? Vai demorar anos, talvez um século para aparecer novamente alguém com o talento de Marília Pêra.

Porque ela não era somente atriz, cantora, bailarina, diretora, produtora e coreógrafa. Ela foi, acima de tudo, uma grande profissional. Dessas que cuidam da voz e do corpo em pura sintonia. Dessas que conhecem a precisão de um movimento em cena. Dessas que reverenciam o detalhe. Dessas que conseguem encantar os olhos e o coração.

Quem vai chorar a morte de Marília Pêra? Todas as atrizes denominadas por Denise Fraga como flhas de Marília. Todas as bailarinas que sabem o quão sagrado é o palco/chão em que dançam. Todos os atores que sonhavam ter Marília como diretora. Todos aqueles que tiveram o privilégio de trabalhar com ela. Todos os cantores que indagavam como uma cantora poderia ir tão longe com a voz, porque reconheciam que sua voz vinha de um corpo dramático e de uma interpretação comovente. Todos os seus fãs que riram através das suas personagens hilárias.

Mas duas pessoas não vão chorar a morte de Marília Pêra. Carmem Miranda e Coco Chanel estavam à sua espera. Só não imaginavam que seria tão cedo.

*Elza Cataldo é cineasta.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

19 − três =

8 Comentários

Avatar
Sandra nogueira 20 de dezembro de 2015 - 10:35

Que bela homenagem 🙂

Responder
Avatar
Nivea 8 de dezembro de 2015 - 00:43

Foi a única coisa que ouvi,quando soube que nossa rainha master,tinha feito a passagem!!!
O silêncio…EU OUVI O SILÊNCIO!!
Cuide bem dela Carmem,pois,ela cuidou muito bem da sua obra,enquanto aqui ficou!!

Responder
Avatar
Silvana Cóser 6 de dezembro de 2015 - 21:32

Elza,

Super lindo e emocionante o seu texto. Merecida homenagem. O único ponto fora da curva que ela deu foi a equivocada posição políica assumida. Mas, diferenças à parte, uma atriz completa e maravilhosa.

Responder
Avatar
Joubert Cândido 6 de dezembro de 2015 - 14:16

Só mesmo você para decifrar o sentimento perante a partida de Marília!
Grande Elza. Abçs

Responder
Avatar
lisa santana 6 de dezembro de 2015 - 12:59

Sim, sim Elza. Já estou em silêncio.

Responder
Avatar
Nena 6 de dezembro de 2015 - 08:34

Elza,
Muito comovente suas palavras. Tenho certeza que Marília Pera está também comovida

Responder
Avatar
sandra magaldi 6 de dezembro de 2015 - 05:43

Muito triste, sim, Elza. Mas não há como silenciar, pois que Marília Pêra tem sido uma grande inspiração para tantos que lidam com a arte. Como você, que a homenageia com esse texto tão bonito, emocionado e cheio de verdade.

Responder
Avatar
Sandra nogueira 5 de dezembro de 2015 - 21:30

Excelente ! Emoção em cada palavra 🙂 uma bela e merecida homenagem a nossa querida Marília Pera. Obrigada Elza Cataldo

Responder