fbpx

Excesso de vitamina prejudica mulheres acima de 50

Por Maya Santana

Estudo foi realizado com mulheres de 50 e 60 anos

Um estudo realizado por pesquisadores da Finlândia com mulheres nas faixas etárias de 50 e 60 anos sugere que o consumo de suplementos alimentares com vitaminas, entre outros, pode aumentar o risco de mortalidade.

Segundo a pesquisa, suplementos de vitaminas, ácido fólico, vitamina B6, magnésio, zinco, cobre e ferro parecem estar ligados ao risco de aumento na mortalidade. Os cientistas da Universidade do Leste da Finlândia afirmam que o estudo contou com 38 mil mulheres americanas, todas geralmente sem problemas de nutrição e nas faixas etárias de 50 e 60 anos.

As participantes relataram quais as vitaminas e minerais tomaram nas duas décadas anteriores. Os pesquisadores finlandeses afirmam que outros fatores envolvidos podem ter influenciado sua descoberta, como o estado geral de saúde das participantes da pesquisa.

Mas, os cientistas afirmam que suas descobertas sugerem que estes suplementos devem ser usados apenas se houver um motivo médico. “Com base nas provas existentes, vemos pouca justificativa para o uso generalizado de suplementos de dieta”, disse Jaako Mursu, da Universidade do Leste da Finlândia.

O estudo foi publicado na revista especializada Archives of Internal Medicine. Leia mais em www.bbcbrasil.com.br
Leia também a entrevista de Dráuzio Varella sobre o assunto.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

doze − 7 =