Feliz Ano Novo

Por Maya Santana
“Lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes”

“Lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes”

O que é viver bem?

Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice. E digo pra você, não pense. Nunca diga estou envelhecendo, estou ficando velha. Eu não digo. Eu não digo que estou velha, e não digo que estou ouvindo pouco. É claro que quando preciso de ajuda, eu digo que preciso.

Procuro sempre ler e estar atualizada com os fatos e isso me ajuda a vencer as dificuldades da vida. O melhor roteiro é ler e praticar o que lê. O bom é produzir sempre e não dormir de dia. Também não diga pra você que está ficando esquecida, porque assim você fica mais. Nunca digo que estou doente, digo sempre: estou ótima. Eu não digo nunca que estou cansada.

Nada de palavra negativa. Quanto mais você diz estar ficando cansada e esquecida, mais esquecida fica. Você vai se convencendo daquilo e convence os outros. Então silêncio! Sei que tenho muitos anos. Sei que venho do século passado, e que trago comigo todas as idades, mas não sei se sou velha, não. Você acha que eu sou?

Posso dizer que eu sou a terra e nada mais quero ser. Filha dessa abençoada terra de Goiás. Convoco os velhos como eu, ou mais velhos que eu, para exercerem seus direitos. Sei que alguém vai ter que me enterrar, mas eu não vou fazer isso comigo.

Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.

O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade.Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança.

Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende.

Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir.

Atribuído erroneamente a Cora Coralina (1889-1985), esse texto, na verdade, é de autor desconhecido.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





3 Comentários

Rosa Maria 20 de abril de 2017 - 19:15

Este é um bonito texto, sem dúvida, porém é de autor DESCONHECIDO e não de Cora Coralina. Embora tenha sido repassado pela net afora como se fosse. “A divulgação do apócrifo surgiu, porque junto ao poema veio um acréscimo (de origem desconhecida) do verso sem estar entre as aspas: “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina” do poema Exaltação de Aninha (O Professor) de Cora Coralina, in: Vintém de cobre: meias confissões de Aninha, 9. ed., São Paulo: Global, 2007″ FONTE: http://158.69.2.188/artigos/3521034

Responder
Antonio f reis 29 de dezembro de 2015 - 01:01

E que continuemos juntos em 2016…. e viva o 50 e mais……..abç forte………………

Responder
Marta Camargo 27 de dezembro de 2015 - 13:44

Linda mensagem nos deixou esta mulher incrível. Tudo que foi dito aqui, são dicas de como viver da melhor maneira possível… grande sabedoria…

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais