fbpx

Fernanda Montenegro chega aos 85 nesta quinta

Por Maya Santana

A atriz que o Brasil respeita tanto  continua ativa nos palcos

A atriz que o Brasil respeita tanto continua ativa nos palcos

A atriz Fernanda Montenegro, uma das poucas e boas unanimidades neste país, está completando nesta sexta-feira, 16 de outubro, 85 anos de vida. Oito décadas e meia muito bem vividas. Nascida no Rio de Janeiro, em 1929, Fernanda, que tem como nome de batismo Arlete, é, indiscutivelmente, uma das maiores figuras da dramaturgia brasileira.

Leia a cronologia da vida da atriz publicada pelo Yahoo:

Fernanda em Baila Comigo, novela de Manoel Carlos, de 1981

Fernanda em Baila Comigo, novela de Manoel Carlos, de 1981

Fernanda Montenegro estreou nas novelas da TV Globo em ‘Baila Comigo’ (1981), trama escrita por Manoel Carlos e dirigida por Roberto Talma e Paulo Ubiratan. No mesmo ano, a atriz viveu a milionária Chica Newman em ‘Brilhante’, novela de Gilberto Braga em que contracenou com Vera Fischer, Dennis Carvalho e Tarcísio Meira.

começou sua carreira aos 15 anos como redatora, locutora e radioatriz da Rádio MEC. Depois de estrear oficialmente no teatro em dezembro de 1950, Fernanda foi a primeira atriz contratada pela TV Tupi, em janeiro de 1951. Na emissora, ela participou de cerca de 80 peças nos programas ‘Retrospectiva do Teatro Universal’ e ‘Retrospectiva do Teatro Brasileiro’. Depois de ganhar o prêmio de Atriz Revelação da Associação Brasileira de Críticos Teatrais, em 1952, ela se mudou para São Paulo, junto com o seu marido Fernando Torres e fundou sua própria companhia, o Teatro dos Sete, antes de voltar à TV Tupi no Rio de Janeiro para atuar em mais de 160 peças do ‘Grande Teatro Tupi’, de 1956 a 1965.

Charlô, em Guerra dos Sexos, novela de 1983

Charlô, em Guerra dos Sexos, novela de 1983

Depois de passar pela então recém-criada TV Globo, onde fez parte do elenco da série de teleteatros ‘4 no Teatro’ (1965), sob a direção de Sérgio Britto, Fernanda Montenegro interpretou a Amália da novela da TV Tupi ‘Calúnia’ e estreou na TV Excelsior em 1967, dando vida à Lisa, da histórica novela de 596 capítulos ‘Redenção’, de Raimundo Lopes.

Após deixar a TV Excelsior em 1970, Fernanda Montenegro se afastou da televisão para se dedicar apenas ao teatro. Entre 1970 e 1979 – quando voltou definitivamente à telinha na novela ‘Cara a Cara’, da TV Bandeirantes – , a atriz fez apenas duas participações em programas de TV: no teleteatro ‘A Cotovia’ (1971), de Jean Anouilh, da TV Tupi, e no Caso Especial da Globo, ‘Medeia’ (1973), uma adaptação da tragédia de Eurípedes.

Em "As filhas da mãe", novela de Silvio de Abreu, em 2002

Em “As filhas da mãe”, novela de Silvio de Abreu, em 2002

Em 1983, Fernanda Montenegro interpretou uma das personagens de maior sucesso de sua carreira televisiva. Na pele de Charlô, na novela ‘Guerra dos Sexos’, a atriz viveu cenas hilárias ao lado de Paulo Autran. Por seu trabalho na trama de Silvio de Abreu, Fernanda ganhou o prêmio de ‘Melhor Atriz’ da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Ela voltou a trabalhar com o autor diversas vezes durante sua trajetória, em novelas como ‘Cambalacho’ (1986), ‘Sassaricando’ (1987), ‘A Rainha da Sucata’ (1990), ‘As Filhas da Mãe’ (2001), ‘Belíssima’ (2006) e ‘Passione’ (2010).Clique aqui para ler mais.

Veja um especial da Rede Globo sobre a atriz:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

cinco × 3 =

1 Comentários

Avatar
Maria de Lourdes Lobo de Almeida Campos 17 de outubro de 2014 - 13:13

Parabens Fernanda. Que DEUS te proteja e abençoe e todos de sua família. Muita paz, amor e saúde. Que continue está pessoa sempre linda. Beijos.

Responder