fbpx

Fifa substitui Lázaro e Camila por casal louro

Por Maya Santana

Os atores Camila Pitanga e Lázaro Ramos

Os atores Camila Pitanga e Lázaro Ramos foram preteridos

Maya Santana

Eu não ligo muito para futebol. Mas, desde que o Brasil foi o escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2014, fico mais atenta ao noticiário esportivo.  E confesso que não entendo porque uma entidade suíça como a Fifa pode fazer no país praticamente o que ela quer, do jeito mais conveniente para seus cartolas, mesmo que isso signifique ignorar a cultura e as leis brasileiras.

Eu pergunto,  qual é o casal que tem mais a cara do Brasil: Lázaro Ramos e Camila Pitanga ou os louros Fernanda Lima e seu marido Rodrigo Hilbert? A Globo escolheu Lázaro e Camila para a apresentação do sorteio dos grupos da Copa, que será realizado no dia 6 de dezembro, em Salvador, terra do ator. E o que fez a Fifa? Rejeitou os dois e indicou Fernanda e Rodrigo.

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert com os filhos gêmeos

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert com os filhos gêmeos

A pergunta que podemos nos fazer, depois das enormes somas de recursos do povo brasileiro investidas para viabilizar a Copa do Mundo aqui, é o sentido desse evento para nós. Se não for para projetar o país que somos, com a nossa cultura, a nossa cor e os nossos valores, qual o sentido de tudo isso? Diga-se de passagem que a Fifa escolheu o cantor Ricky Martin para a abertura dos jogos. Nada contra o personagem, assim como Rodrigo e Fernando Lima também são pessoas de bem, mas de novo cabe a pergunta: Copa para quê? Para enriquecer alguns?

A ignorância, insensibilidade e arrogância da Fifa já havia chateado os baianos, pois a entidade ignorou num primeiro momento os pedidos para que fossem vendidos bolinhos de acarajé, especialidade baiana,  dentro do estádio Fonte Nova, em Salvador. Só depois de uma intensa campanha, os cartolas autorizaram a comercialização. E não foi só. Como se acha super poderosa, olha o absurdo, a Fifa conseguiu até derrubar lei no Brasil: vai vender bebida alcoólica dentro dos estádios. Lógico, que somente a cerveja que ela autoriza: a americana Budweiser. Isso, apesar de toda a gritaria de entidades preocupadas com a segurança dos torcedores

Baianas protestaram tanto que a Fifa voltou atrás e permitiu venda de acarajés

Baianas protestaram tanto que a Fifa voltou atrás e permitiu venda de acarajés

Para conseguir meia entrada para os idosos nos jogos, houve uma verdadeira queda de braço entre o governo (cadê os ministérios do Esporte e da Cultura, que permanecem inertes diante da violência cultural, política e social que estamos sofrendo?)e os cartolas. Estudantes e beneficiários do Bolsa Família também terão descontos. Ficaram de fora (por que?) índios e deficientes físicos.

Agora, vem mais esta mancada. É racismo? Depois de tanta bola fora da Fifa, quero só ver. Faltam apenas sete meses para a Copa.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

vinte + 13 =

1 Comentários

Avatar
lisa santana 27 de novembro de 2013 - 21:18

Maya, seu texto e questionamentos são as mesmas e desconcertante perguntas que muitos brasileiros já fazem: Copa pra quem mesmo? Copa pra quê mesmo?
Ainda somos um povo de autoestima baixíssima, governados, ao que me parece, por mentecaptos escolhidos por nós. Que tristeza! Quase todas as pessoas que eu conheço gostaria de estar fora dos grandes centros na época da copa. Que tristeza!

Responder