Giorgio Armani: 40 anos como rei da elegância

Por Maya Santana
Armani: brilhando aos 80 anos de vida

O estilista italiano continua brilhando aos 80 anos

Giogio Armani celebra os seus 40 anos de carreira como um dos estilistas mais bem sucedidos de todos os tempos. Sua fortuna – tem investimentos em hotéis, restaurantes, perfume e outros – é calculada em mais de sete bilhões de dólares. E aos 80 anos, com aparência super conservada, o italiano continua brilhando.

Leia o artigo do G1:

Dizem por aí que a vida começa aos 40. Talvez a origem do ditado popular esteja na trajetória do italiano Giorgio Armani, já que foi nessa idade — aos 41, para ser mais exato — que ele — hoje com 80 anos — se lançou em carreira solo com uma alfaiataria própria, depois de passar pelo Exército e de trabalhar numa loja de departamentos.

Celebrado por ter desestruturado o terno e por sua moda à prova do tempo, o estilista acaba de completar quatro décadas de carreira como dono de um dos maiores impérios do mundo da moda. Segundo a “Forbes”, a fortuna de Armani está estimada em US$ 7,6 bilhões, à frente de Ralph Lauren, Miuccia Prada, Domenico Dolce e Stefano Gabbana.

A marca Armani, no entanto, vai além do vestuário. Hotéis, cafés, restaurantes, móveis, objetos de decoração, perfumes e maquiagem dividem a atenção do estilista com as coleções de prêt-à-porter e couture. Não à toa, a imprensa costuma classificá-lo como workaholic. Ele discorda.

— Não sei se me definiria assim. Sou uma pessoa que trabalha duro, mas, acima de tudo, não gosto de descansar sobre os louros, porque sinto que não posso decepcionar o meu público — diz o estilista em entrevista ao ELA. — Trabalho normalmente de 9h às 19h. Quando há grandes eventos, estendo o horário até que tudo esteja perfeito e finalizado.
‘SOU PRAGMÁTICO’

Se ele não é workaholic, talvez perfeccionista seja a palavra mais adequada para definir Giorgio Armani. Atualmente, só mesmo tendo a perfeição como meta para manter-se no topo do mundo da moda sem ter um conglomerado por trás. Ele gosta de ser independente. Giorgio Armani é dono de seu nome — pessoa física e jurídica.

— Ser independente me dá a oportunidade de fazer tudo o que quero. Isso é um luxo. A escolha era e é natural, assim como necessária. Sou um estilista-empreendedor e minha visão do business está integralmente voltada para o jeito como faço moda — explica ele, que é apontado por muitos como controlador. — Sou pragmático — rebate.

Os 40 anos do império Armani foram festejados com toda pompa durante dois dias, no fim de abril, em Milão. Uma retrospectiva da trajetória do designer, com 600 roupas e 200 acessórios, inaugurou o espaço para exposições Armani/Silos. Ele ainda armou um mega desfile com uma compilação de looks da Armani Privé, que participa da semana de moda de alta-costura parisiense desde 2005. Na plateia, Cate Blanchett, Leonardo DiCaprio, Sophia Loren e nosso Cauã Reymond — todos propagadores do estilo Armani no tapete vermelho. Clique aqui para ler mais.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais