Ibitipoca, uma das belas reservas naturais do país

Por Maya Santana
Ibitipoca fica na Zona da Mata mineira

Ibitipoca fica na Zona da Mata mineira, na Serra da Mantiqueira

Porta de entrada para uma das mais belas reservas naturais do país, o rústico povoado de Conceição de Ibitipoca, na Serra da Mantiqueira, ainda preserva as ruas de terra e pedra, os forrós pés-de-serra e as rodas de viola aquecidas com fogueira e cachaça. A simplicidade é fruto dos 27 quilômetros de estrada ruim, morro acima, que liga o “Arraial” (como é chamada a vila) à Lima Duarte, a cidade a qual o distrito pertence.

Há dezenas de cachoeiras maravilhosas na região

Há dezenas de cachoeiras maravilhosas na região

Não imagine, porém, que não haja conforto, boa mesa e agito em Ibiti. Desde a criação do Parque Estadual, em 1973, a vila ganhou pousadas charmosas, bons restaurantes e bares que capricham na programação musical. Sem contar os festivais de jazz (julho) e blues (agosto) que lotam a serra no inverno. Falando em movimento, evite visitar a área nos feriados prolongados, como Réveillon e Carnaval.

Esta parece ser a verdadeira porta do céu

Esta parece ser a verdadeira porta do céu

O parque tem um número limite de visitantes por dia e não é raro ser barrado nas datas citadas e perder a viagem, afinal, as maiores belezas da região estão guardadas na área de 1.488 hectares e altitude média de 1.500 metros.

As nuvens refletidas nas águas límpidas multiplicam a riqueza visual do lugar

As nuvens refletidas nas águas límpidas multiplicam a riqueza visual do lugar

A quatro quilômetros do Arraial e emoldurada porpenhascos, grutas, paredões, mirantes, riachos de águas avermelhadas e muitas cachoeiras, a reserva é um paraíso para os amantes da natureza e adeptos de longas caminhadas. As trilhas sinalizadas levam a paisagens inebriantes, como a Janela do Céu, uma corredeira que segue por um cânion e acaba em uma cachoeira de 20 metros, que despenca de um paredão.

Reserva de Ibitipoca é o nome desta pousada, situada em lugar paradisíaco

Reserva de Ibitipoca é o nome desta pousada,onde a diária pode chegar a mil reais

O trajeto é puxado – sete horas ida e volta – mas a aventura vale a pena. O parque, entretanto, reserva caminhos mais lights e que conduzem a cenários também encantadores, como o pico do Pião, a Prainha, a gruta dos Viajantes, a cachoeira dos Macacos, o Lago dos Espelhos… é só pegar o mapa e seguir o roteiro.

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





2 Comentários

lisa santana 27 de março de 2013 - 21:28

Aceita companhia, Ana?

Responder
ana 26 de março de 2013 - 23:52

A porta e a janela do paraiso – é aí que eu vou.

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais