Ioga facial, uma grande aliada do rejuvenescimento

Por Maya Santana
Terezinha Marta e Fátima Macedo trabalhando o rosto com ioga

Terezinha Marta e Fátima Macedo trabalhando o rosto com ioga

A ioga facial não é uma técnica nova. É praticada na Índia há mais de cinco mil anos. Aos poucos, vai se tornando mais e mais conhecida no Brasil. Quem pratica esse tipo de ioga garante que os resultados são visíveis nas primeiras sessões. “Tudo começa pela manhã, depois de acordar, com um sorriso diante do espelho. O sorriso relaxa a musculatura do rosto e libera endorfina, descontraindo também as têmporas”, afirma especialista ouvida nessa reportagem de Zulmira Furbino para o portal Uai:

Leia:

Imagine-se diante do espelho sorrindo, fazendo caretas e massagens no rosto. Rídiculo? Para algumas mulheres pode ser, mas para famosas como as atrizes americanas Jennifer Aniston e Gwyneth Paltrow não. Ambas usam a ioga, técnica milenar que surgiu na Índia há mais de 5 mil anos, para manter o rosto mais jovem. Com a prática, é possível tonificar 57 músculos da face e irrigar a pele, mantendo uma aparência jovem e adiando a necessidade de procedimentos invasivos na face por muitos anos. A ideia é que os exercícios faciais podem fazer pelo rosto o que o treino pode fazer pelo corpo, transformando a expressão de cansaço numa expressão cheia de vida.

As atrizes Jennifer Aniston e Gwyneth Paltrow são adeptas da prática

As atrizes Jennifer Aniston e Gwyneth Paltrow são adeptas da técnica

Para alcançar tais objetivos são necessários disciplina e tempo, orienta a presidente da Associação Mineira de Yoga (Amyoga) e coordenadora do Instituto de Yoga de Belo Horizonte, Fátima Macedo. Segundo ela, 20 minutos diários são suficientes para irrigar a pele e tonificar os músculos do rosto. De acordo com ela, os resultados dependem basicamente de 16 exercícios que aliam movimentos faciais, massagens e respiração. “Tudo começa pela manhã, depois de acordar, com um sorriso diante do espelho. O sorriso relaxa a musculatura do rosto e libera endorfina, descontraindo também as têmporas.”

Segundo ela, é possível notar a diferença imediatamente após os exercícios, mas com a prática constante a fisionomia do rosto é renovada, os olhos ficam mais vivos, a pálpebra menos caída e a elasticidade da pele do rosto melhora sensivelmente. Os exercícios são feitos com a mão, puxando a pele, e também com movimentos faciais e dos olhos. Mas o ideal mesmo é que a prática seja feita com a ioga tradicional. “Na sala de aula, é possível aprender as técnicas corretas e também estimular a disciplina diária. Dessa forma, uma pessoa fica muito mais saudável e, ao mesmo tempo, passa por um rejuvenescimento intenso”, justitifica.

Terezinha Marta Gonçalves de Souza é professora de ioga e também já aplicou a técnica como um complemento durante as aulas. “Nunca dei cursos específicos, mas são exercícios que ativam a circulação sanguínea periférica e realmente trazem resultados”, sustenta. De acordo com ela, porém, muitos outros profissionais podem ter acesso a esse tipo de ginástica facial. “O que diferencia nosso trabalho (da ioga) é fazer essa prática com uma respiração correta e com consciência. Acreditamos que isso traz mais resultados do que simplesmnte estar na frente do espelho para melhorar a aparência física”, observa. Ela explica que o relaxamento das arcadas dentárias não deixa que a pele desça muito, por isso existem muitos exercícios labiais, para tireoide e para engolir. “Tudo isso rejuvenesce o rosto.” Clique aqui para ler mais.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





2 Comentários

Maria Cristina Salgueiro Chaves 9 de março de 2019 - 13:53

Olá , gostei muito do que li e vi ao assistir o vídeo sobre yoga facial. Você conheceria algum lugar no Rio de Janeiro, Rj que pudesse me indicar?
Obrigada, abraços,

Responder
monica minelli 25 de agosto de 2014 - 02:12

Muito interessante !
bj

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais